Usar Música, Histórias e Arte para Ensinar a Doutrina
anterior seguinte

Usar Música, Histórias e Arte para Ensinar a Doutrina

Quando Deus criou a Terra, Ele a encheu com toda a variedade de animais, plantas e paisagens para enriquecer e embelezar nossa vida. Procure maneiras de dar variedade a seu empenho de ensinar o evangelho. Isso acrescentará beleza e enriquecerá a experiência dos alunos, e também o ajudará a se aproximar dos alunos com necessidades diversas. Pense em como usar música, histórias, gravuras e outras formas de arte pode convidar o Espírito, esclarecer os princípios do evangelho de modo memorável e ajudar os alunos a relacionar o evangelho com sua vida cotidiana. Lembre-se de que esses recursos não precisam ser o foco da lição, somente uma ferramenta de auxílio para ajudá-lo a ensinar as doutrinas do evangelho de modo mais eficaz.

Usar Música para Convidar o Espírito e Ensinar a Doutrina

A Primeira Presidência disse: “A música tem ilimitados poderes para [nos] levar a uma maior espiritualidade e devoção ao evangelho”.1 Ouvir ou cantar um hino pode criar um sentimento de reverência e convidar o Espírito. Os hinos também ensinam princípios do evangelho. Por exemplo, “Creio em Cristo” (Hinos, nº 66) ou o Coro de Aleluia, de George Frideric Handel poderia inspirar um debate sobre os papéis e os títulos divinos do Salvador. Pense em como você pode fazer com que a música faça parte de suas aulas; por exemplo, você pode tocar a gravação de um hino ou convidar uma família ou algumas crianças da Primária para cantar em sua classe.

Perguntas para refletir. Como a música sacra afetou meu testemunho? Como poderia afetar meus alunos?

Exemplo das escrituras. Quais são algumas possíveis razões para Jesus e Seus discípulos terem cantado um hino antes de partirem para o Getsêmani? (Ver Mateus 26:30; ver também Colossenses 3:16; D&C 25:12.)

Usar Histórias e Exemplos para Ensinar os Princípios do Evangelho

O Salvador sempre contava histórias e parábolas para ajudar Seus ouvintes a entender como os princípios do evangelho se aplicavam a sua vida cotidiana. Seus ensinamentos são cheios de referências à pesca, a sementes, chaves, copos e muitos outros objetos do dia a dia. Ao se preparar para ensinar, pense em exemplos e histórias de sua própria vida e do cotidiano de seus alunos que podem dar vida aos princípios do evangelho. Você poderia debater, por exemplo, sobre como o Espírito Santo é como uma bússola, uma lanterna ou um cobertor quente. Citações inspiradoras de literatura salutar também podem enriquecer a lição. Sempre que possível, convide alunos para contarem suas próprias histórias e experiências.

Perguntas para refletir. Que experiências de minha vida me ajudaram a entender os princípios do evangelho? Como posso incentivar os alunos a compartilhar suas experiências?

Exemplo das escrituras. Por que o Salvador usava parábolas como as encontradas em Mateus 13:44–48?

Usar Arte para Envolver os Alunos

A arte, inclusive gravuras, vídeos e dramatizações, pode ajudar a envolver os alunos — principalmente aqueles que aprendem visualmente — e tornar os relatos das escrituras mais marcantes. A arte que você usa deve ser mais do que simples decoração; ela deve ajudar os alunos a entenderem as doutrinas do evangelho. O Livro de Gravuras do Evangelho e a Biblioteca de Mídia SUD em LDS.org contêm muitas imagens e vídeos que podem ajudar os alunos a visualizar os conceitos ou eventos. O quadro A Segunda Vinda de Harry Anderson, por exemplo, pode ajudar os alunos a ponderarem sobre como eles se sentirão quando o Salvador voltar. Dramatizar a parábola do filho pródigo pode ajudar os alunos a entender o que significa perdoar alguém que se desviou.

Pergunta para refletir. Como posso usar arte para enriquecer a experiência de aprendizado dos alunos nas próximas aulas?

Exemplo das escrituras. Como o Salvador usava imagens visuais ao ensinar? (Ver, por exemplo, Mateus 6:28–30; 22:16–21; Marcos 12:41–44.)

Para o Líder do Debate

Compartilhar e aconselhar-se. Comece pedindo aos professores que contem experiências de ensino recentes e façam perguntas relacionadas ao ensino.

Aprender juntos. Peça aos professores que conversem sobre uma ou mais ideias dessa seção.

Praticar. Para exemplificar os princípios ensinados nesta seção, busque maneiras de incluir música, histórias e arte em seu debate. Por exemplo, antes da reunião, você poderia convidar os professores a virem preparados para compartilhar uma música, histórias ou trabalhos manuais que eles usaram ou poderiam usar para ensinar um princípio do evangelho. Depois que os professores compartilharem, peça-lhes que debatam sobre como o que eles compartilharam poderia dar suporte ao princípio que eles estão ensinando e enriquecer a experiência de aprendizado de seus alunos.

Preparar-se. Decidam juntos um tópico para a próxima reunião e convide os professores a preparar-se.

  1. “Prefácio da Primeira Presidência”, Hinos, p. x.