4.31 Proteção no local de trabalho (violência no local de trabalho)
    Notas de rodapé

    4.31 Proteção no local de trabalho (violência no local de trabalho)

    4.31.1 Informações gerais

    A Igreja se esforça para oferecer um ambiente seguro a seus funcionários e a outras pessoas. A Igreja reconhece que às vezes esse esforço é ainda mais dificultado por influências externas. Violência ou ameaças de violência são estritamente proibidas. Todo funcionário envolvido em tais atos estará sujeito a medidas disciplinares, até e inclusive demissão (ver “Nenhuma violência no local de trabalho”, Policy Point, 2018, 1.4).

    Para manter a segurança e a proteção de seus funcionários, a Igreja desenvolveu as diretrizes de resposta a emergências Atirador ativo e Não cooperação ou indisciplina para situações que envolvam atiradores ativos e indivíduos não cooperativos e indisciplinados (ver seções 3.6 e 3.15 deste manual). Essas diretrizes incluem treinamento para gerentes, supervisores e funcionários sobre como lidar com ameaças de violência e incidentes reais.

    Todas as ameaças ou atos de violência no local de trabalho devem ser relatados e serão investigados caso a segurança de qualquer funcionário esteja ameaçada. Tanto quanto possível, será mantido sigilo em relação aos funcionários que fornecerem essas informações.

    As orientações e o treinamento podem incluir o seguinte:

    • Como responder adequadamente a uma ameaça de violência.

    • Quem contatar durante e depois de uma ameaça.

    • Como nos preparar e elaborar um plano contra uma ameaça de violência ou de atirador ativo (ver seção 3.6).

    • Os planos podem ter que ser adaptados à sua área ou às suas circunstâncias locais (consulte os representantes locais de recursos humanos e segurança da Igreja).

    4.31.2 Resposta a ameaças

    O texto a seguir descreve como a Igreja responderá no caso de uma ameaça de violência contra a Igreja ou contra um de seus funcionários. Os gerentes e supervisores devem seguir cuidadosamente estes procedimentos para conduzir qualquer situação a uma resolução segura e rápida.

    4.31.3 Quando ocorrer uma ameaça

    • Os funcionários devem comunicar a ameaça ou incidente a um supervisor ou a um serviço de emergência local por telefone se necessário e disponível.

    • Conforme adequado, os funcionários devem notificar um supervisor, um gerente de departamento, um representante de RH ou a polícia local.

    • O Departamento de Recursos Humanos entra em contato com o funcionário que está sendo ameaçado se ele não souber da ameaça.