Adquirir Conhecimento Espiritual
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Adquirir Conhecimento Espiritual

Como nosso Pai Celestial nos ama e quer que continuemos a progredir para nos tornar semelhantes a Ele, fomos incentivados a “procura[r] conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé” (D&C 88:118). Em nossa busca da verdade, podemos confiar Nele completamente, confiar em Sua sabedoria, Seu amor e Seu poder de nos ensinar e nos ajudar. Deus conhece todas as coisas e é a fonte de toda a verdade (ver Mosias 4:9). Ele prometeu revelar a verdade a nossa mente e ao nosso coração por meio do Espírito Santo se O buscarmos diligentemente (ver D&C 8:2–3).

Para ajudar-nos, o Pai Celestial nos ensinou como adquirir conhecimento espiritual. Ele estabeleceu as diretrizes que precisamos seguir para obter tal conhecimento. Seu padrão divinamente ordenado exige que tenhamos um desejo sincero de conhecer a verdade (ver Morôni 10:4–5) e estejamos dispostos a viver de acordo com o que Deus revelou (ver João 7:17). Nosso desejo sincero nos levará a buscar a verdade por meio da oração (ver Tiago 1:5–6; 2 Néfi 32:8–9) e por meio de um estudo sério da palavra de Deus (ver 2 Timóteo 3:15–17; 2 Néfi 32:3).

Às vezes podemos descobrir novas informações ou ter dúvidas quanto à doutrina, práticas ou história da Igreja que parecem difíceis de entender. Fazer perguntas e buscar respostas é uma parte fundamental do nosso esforço para aprender a verdade. Algumas das perguntas que nos vêm à mente podem ser inspiradas pelo Espírito Santo. Perguntas inspiradas devem ser consideradas dádivas de Deus que proporcionam oportunidades para aumentarmos nosso entendimento e fortalecer nossa certeza de que o Senhor está disposto a nos ensinar. Qualquer que seja a fonte de nossas perguntas, fomos abençoados com a capacidade de pensar e raciocinar e ter a influência do Senhor para expandir nossa mente e aprofundar nossa compreensão. A atitude e a intenção com que fazemos perguntas e buscamos respostas vão afetar significativamente nossa capacidade de aprender por meio do Espírito Santo.

Os três princípios seguintes podem nos guiar ao buscarmos aprender e entender a verdade eterna, e a solucionar dúvidas e problemas: Agir com fé, examinar conceitos e perguntas com uma perspectiva eterna, e buscar mais entendimento por meio de fontes divinamente atribuídas.

1. Agir com Fé

Agimos com fé quando escolhemos confiar em Deus e O buscamos em primeiro lugar por meio de oração sincera, estudo de Seus ensinamentos e obediência aos Seus mandamentos.

Ao buscarmos aumentar nosso entendimento e resolver preocupações, é importante confiarmos no testemunho que já temos de Jesus Cristo, da Restauração de Seu evangelho e dos ensinamentos de Seus profetas ordenados. O Élder Jeffrey R. Holland ensinou: “Quando chegarem esses momentos e surgirem esses problemas, cuja resolução não seja iminente, preservem o que já conquistaram e permaneçam firmes até adquirirem conhecimento adicional” (“Eu Creio, Senhor”, A Liahona, maio de 2013, p. 94). O próprio Senhor nos convidou a “[buscá-Lo] em cada pensamento; não [duvidar], não temer]” (D&C 6:36).

Nos momentos em que talvez não encontremos respostas às nossas perguntas imediatamente, é bom lembrar que, embora o Pai Celestial tenha revelado tudo o que é necessário para a nossa salvação, Ele ainda não revelou toda a verdade. À medida que continuamos a procurar respostas, devemos viver pela fé — confiando que, por fim, receberemos as respostas que buscamos (ver Provérbios 3:5–6; Éter 12:6). Se formos fiéis à verdade e luz que já recebemos, receberemos mais. As respostas às nossas perguntas e orações, muitas vezes, vêm “linha sobre linha, preceito sobre preceito” (2 Néfi 28:30).

2. Examinar Conceitos e Perguntas com uma Perspectiva Eterna

Para examinar conceitos doutrinários, perguntas e problemas sociais com uma perspectiva eterna, devemos considerá-los no contexto do Plano de Salvação e dos ensinamentos do Salvador. Devemos buscar a ajuda do Espírito Santo a fim de ver as coisas como o Senhor as vê. Isso nos permite reformular a pergunta (ver a pergunta de modo diferente) e ver ideias com base no padrão do Senhor sobre a verdade, em vez de aceitar a premissa ou as suposições do mundo (ver 1 Coríntios 2:5, 9–11). Podemos fazer isso, fazendo perguntas tais como: “O que eu já sei sobre o Pai Celestial, Seu plano, e como Ele lida com Seus filhos?” e “Quais ensinamentos do evangelho se relacionam ou esclarecem esse conceito ou problema?”

Até mesmo perguntas relacionadas a eventos históricos tenham de ser examinadas com uma perspectiva eterna. À medida que permanecemos firmes em nossa confiança em nosso Pai Celestial e em Seu Plano de Salvação, somos capazes de ver os problemas de maneira mais clara. Também pode ser útil analisar as questões históricas no contexto histórico, considerando a cultura e as normas da época, em vez de impor perspectivas e atitudes atuais.

É importante lembrar que detalhes históricos não possuem o poder salvador das ordenanças, dos convênios e da doutrina. Distrair-nos com detalhes menos importantes e acabar perdendo o desenrolar do milagre da Restauração é como passar um longo tempo analisando uma caixa de presentes e ignorar a maravilha do presente em si.

3. Buscar Mais Entendimento por Meio de Fontes Divinamente Atribuídas

Como parte do processo que o Senhor designou para adquirirmos conhecimento espiritual, Ele estabeleceu fontes por meio das quais Ele revela a verdade e dá orientação a Seus filhos. Essas fontes incluem a luz de Cristo, o Espírito Santo, as escrituras, os pais e os líderes da Igreja. A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos — os profetas do Senhor na Terra hoje — são uma fonte fundamental da verdade. O Senhor escolheu e ordenou essas pessoas para falar por Ele.

Podemos também aprender a verdade por meio de outras fontes confiáveis. No entanto, os que buscam sinceramente a verdade devem ser cautelosos com fontes não muito seguras. Vivemos numa época em que muitos “ao mal chamam bem, e ao bem, mal” (Isaías 5:20). Satanás é o pai das mentiras e procura distorcer a verdade e nos persuadir a nos afastarmos do Senhor e de Seus servos escolhidos. Ao buscarmos fontes divinamente atribuídas pelo Senhor para respostas e orientação, podemos ser abençoados para discernir entre a verdade e o erro. Aprender a reconhecer e evitar as fontes não confiáveis pode nos proteger de informações erradas e daqueles que procuram destruir a fé.

Ajudar Outras Pessoas a Adquirir Conhecimento Espiritual

Quando outras pessoas nos fazem perguntas ou pesquisam a doutrina, as práticas ou a história da Igreja, qual a melhor forma de ajudá-las em sua busca da verdade? Estas são algumas maneiras que podemos ajudá-las:

Ouvir cuidadosamente e estar em espírito de oração: Ouça atentamente antes de responder, procurando esclarecer e compreender as verdadeiras perguntas que estão sendo feitas. Procure entender o verdadeiro intento de suas perguntas, os sentimentos dessas pessoas e suas crenças.

Ensinar e testificar das verdades do evangelho: Compartilhe ensinamentos das escrituras e dos profetas modernos que possam ser aplicados em nossa vida e mostre como fizeram a diferença em sua vida. Ajude aqueles com quem conversa a analisar e reformular suas perguntas no contexto do evangelho e do Plano de Salvação.

Convidá-los a agir com fé: Lembre-se de que o Senhor exige que busquemos conhecimento espiritual para nós mesmos. Devemos, portanto, convidar outras pessoas a agir com fé por meio da oração, da obediência aos mandamentos e do estudo diligente da palavra de Deus, usando fontes divinamente atribuídas, especialmente o Livro de Mórmon. Se aplicável, incentive-os a lembrarem-se das experiências que tiveram ao sentir o Espírito Santo e a se agarrarem com firmeza à verdade aprendida até adquirirem mais conhecimento.

Acompanhar: Ofereça-se para procurar respostas, e então compartilhe o que aprendeu. Vocês também podem procurar respostas juntos. Expresse confiança na promessa do Senhor de nos conceder revelação pessoal.