Estudo Pessoal e Familiar
15 a 21 de março. Doutrina e Convênios 27–28: “Todas as coisas (…) devem ser feitas em ordem”
anterior próximo

“15 a 21 de março. Doutrina e Convênios 27–28: ‘Todas as coisas (…) devem ser feitas em ordem’”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar: Doutrina e Convênios 2021

“15 a 21 de março. Doutrina e Convênios 27–28”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar, 2021

15 a 21 de março

Doutrina e Convênios 27–28

“Todas as coisas (…) devem ser feitas em ordem”

O élder D. Todd Christofferson disse que, ao estudar as escrituras e anotar suas impressões, você “abrirá espaço em seu coração para a palavra de Deus, e Ele falará com você” (“Quando te converteres”, A Liahona, maio de 2004, p. 12).

Registre suas impressões

Revelação era ainda um conceito relativamente novo para os santos na época em que as revelações sobre a Restauração estavam sendo dadas. Os primeiros membros da Igreja sabiam que o profeta Joseph Smith podia receber revelação para a Igreja, mas outros poderiam também? Perguntas como essa se tornaram fundamentais quando Hiram Page, uma das oito testemunhas das placas de ouro, achou que tinha recebido revelações para a Igreja. Muitos santos fiéis acreditaram que essas revelações vinham de Deus. O Senhor respondeu, ensinando que em Sua Igreja “todas as coisas (…) devem ser feitas em ordem” (Doutrina e Convênios 28:13), o que significava que havia somente um “designado para receber mandamentos e revelações” para toda a Igreja (Doutrina e Convênios 28:2). Ainda assim, outros poderiam receber revelação pessoal para cumprir sua parte na obra do Senhor. De fato, as palavras do Senhor a Oliver Cowdery são um lembrete para todos nós: “Ser-te-á indicado o que fazer” (Doutrina e Convênios 28:15).

Ver também “Todas as coisas devem ser feitas em ordem”, Revelações em Contexto, pp. 51–54.

Ideias para o estudo pessoal das escrituras

Doutrina e Convênios 27:1–4

Devo tomar o sacramento com os olhos fitos na glória de Deus.

Sally Knight e Emma Smith foram batizadas em junho de 1830, mas a confirmação foi interrompida por um grupo hostil. Dois meses depois, Sally e seu marido, Newel, foram visitar Emma e Joseph, e ficou decidido que as confirmações deveriam ser feitas naquela ocasião e que eles tomariam o sacramento juntos. Ao sair para comprar vinho para o sacramento, um anjo parou Joseph no caminho. O que o anjo ensinou a Joseph sobre o sacramento? (Ver Doutrina e Convênios 27:1–4.)

O que esses relatos ensinam sobre como o Salvador quer que você tome o sacramento? O que você sente que deve fazer como resultado do que está aprendendo?

O sacramento nos lembra do sacrifício do Salvador.

Doutrina e Convênios 27:15–18

A armadura de Deus vai nos proteger do mal.

O presidente M. Russell Ballard disse: “Não é preciso fazer algo grandioso para nos armar espiritualmente. O verdadeiro poder espiritual resulta de numerosos pequenos atos entrelaçados em um tecido de fortalecimento espiritual que protege como um escudo contra todo o mal” (“Be Strong in the Lord”, Ensign, julho de 2004, p. 8).

Ao ler Doutrina e Convênios 27:15–18, você poderia fazer um quadro como este a seguir. O que você está fazendo para vestir toda a armadura de Deus?

Parte da armadura

Parte do corpo protegida

O que a parte do corpo pode representar

Parte da armadura

Couraça da retidão

Parte do corpo protegida

Coração

O que a parte do corpo pode representar

Nossos desejos e nossas afeições

Parte da armadura

Capacete da salvação

Parte do corpo protegida

Cabeça ou mente

O que a parte do corpo pode representar

Ver também Efésios 6:11–18; 2 Néfi 1:23.

Doutrina e Convênios 28

O profeta vivo é o porta-voz de Deus para a Igreja.

Imagine como seria se qualquer um pudesse receber mandamentos e revelação para a Igreja inteira. Quando Hiram Page afirmou ter recebido revelações para a Igreja, houve confusão entre os membros. Em Doutrina e Convênios 28, o Senhor revelou uma ordem para a revelação em Sua Igreja. O que essa seção ensina sobre o papel específico do presidente da Igreja? O que você aprendeu com as palavras do Senhor a Oliver Cowdery no versículo 3? O que essa seção ensina sobre como Deus pode orientá-lo?

Ver também Dallin H. Oaks, “Duas linhas de comunicação”, A Liahona, novembro de 2010, p. 83.

Doutrina e Convênios 28:8–9

Por que a missão de Oliver Cowdery aos lamanitas foi significativa?

Um dos propósitos do Livro de Mórmon é “que os lamanitas tivessem conhecimento de seus antepassados e conhecessem as promessas do Senhor” (Doutrina e Convênios 3:20). Isso está de acordo com as promessas que o Senhor fez a muitos profetas do Livro de Mórmon (ver, por exemplo, 1 Néfi 13:34–41, Enos 1:11–18, Helamã 15:12–13). Os primeiros membros da Igreja consideravam os índios americanos como descendentes do povo do Livro de Mórmon. [A posição da Igreja hoje é que os lamanitas “estão entre os antepassados dos índios americanos” (Introdução do Livro de Mórmon).]

Para ler mais a respeito da missão de Oliver na região das tribos dos índios americanos, ver “Uma missão entre os lamanitas” (Revelações em Contexto, pp. 46–50). O que essa missão ensina sobre o Senhor e Sua obra?

Ideias para o estudo das escrituras em família e para a noite familiar

Doutrina e Convênios 27:1–2.

Como, ao tomarmos o sacramento, podemos nos lembrar melhor do sacrifício que o Salvador fez por nós?

Doutrina e Convênios 27:5–14.

O que aprendemos sobre os profetas nesses versículos? Vocês poderiam procurar mais informações sobre eles no Guia para Estudo das Escrituras (scriptures.ChurchofJesusChrist.org). Que bênçãos foram liberadas para nós graças às chaves que eles possuem? Para mais informações sobre algumas dessas chaves, ver Mateus 16:16–19; Doutrina e Convênios 110:11–16.

Doutrina e Convênios 27:15–18.

Talvez sua família se divirta encenando uma batalha com roupas que possam representar a armadura de Deus, como chapéus, coletes, aventais e sapatos. Como a armadura ajuda a proteger alguém em uma batalha? Inicie um debate sobre as influências do mal com as quais sua família se depara e as coisas que vocês podem fazer para vestir uma armadura espiritual.

Doutrina e Convênios 28:2–7.

O que aprendemos com esses versículos sobre o chamado de um profeta? Talvez as pessoas da família poderiam examinar as mensagens dadas por nosso profeta vivo e dizer como os conselhos dele nos ajudam a seguir a Jesus Cristo.

Doutrina e Convênios 28:11.

Quando queremos corrigir alguém, por que é importante fazer isso “em particular”?

Para mais ideias sobre como ensinar crianças, ver o esboço desta semana em Vem, e Segue-Me — Primária.

Hino sugerido: “Vinde ao profeta escutar”, Hinos, nº 10.

Aperfeiçoar seu estudo pessoal

Estudar as palavras dos profetas e apóstolos dos últimos dias. Leia o que os profetas e apóstolos modernos ensinaram sobre os princípios que você encontra nas escrituras. Pode ser uma boa ideia examinar o índice por assunto em conference.ChurchofJesusChrist.org ou no aplicativo Biblioteca do Evangelho.