Liahona
Luzes para nos proteger
anterior seguinte

Luzes para nos proteger

O motorista não saiu do caminhão, mas eu sabia que ele tinha vindo para nos proteger.

Acima: Fotografia de Getty Images; centro: Fotografia gentilmente cedida pela autora

Em uma fria noite de inverno em fevereiro, meus dois filhos e eu, além de minha mãe, Jo Ann, estávamos indo de carro para Idaho. A viagem de oito horas incluía dois trechos de montanha e, nessa época do ano, o clima costuma ser terrível.

Tínhamos acabado de passar por Baker City, Oregon, quando começou a nevar. Ao continuarmos, a nevasca se intensificou. Em poucos minutos, ao passarmos pelo primeiro desfiladeiro, eu não conseguia enxergar nada à frente, por isso parei no acostamento. Orei ao Pai Celestial para me ajudar a chegar em segurança ao nosso destino. Depois da oração, um caminhão parou bem atrás de nós, apenas a alguns centímetros de meu para-choque.

O motorista não saiu do veículo e não cheguei a ver o rosto dele, mas eu soube naquele instante que ele tinha vindo para nos proteger. Ao estacionar atrás de meu carro, ele usou as luzes do caminhão para alertar outros motoristas de que estávamos parados ali. Quando finalmente tive coragem para seguir viagem, voltamos à estrada logo atrás de outro caminhão, enquanto o primeiro deles continuava na nossa retaguarda. Continuamos o trajeto entre os dois caminhões e eles nos guiaram até o perigo passar.

Ao acabarmos de passar pelo trecho de montanha, a neve parou e começou a chover. Eu queria agradecer ao caminhoneiro que nos ajudara primeiro, mas logo que saímos do desfiladeiro o perdi de vista. A essa altura, eu sabia que o pior já passara e que chegaríamos em casa a salvo, o que de fato aconteceu.

Nunca senti tanto medo em toda a minha vida. Sou grata ao Pai Celestial por ter enviado anjos protetores para nos amparar, acalmar nossas preocupações, dar-me forças e a coragem de que precisava para levar minha família para casa.

“Nunca senti tanto medo em toda a minha vida”, conta Chelsey, na foto com sua mãe Jo Ann Bressler e seus filhos, Wyatt e Adam.

Acima: Fotografia de Getty Images; centro: Fotografia gentilmente cedida pela autora

O curioso é que sou filha de caminhoneiro, e o Pai Celestial respondeu à minha oração mandando-nos protetores que exerciam essa mesma atividade. Meu testemunho cresceu muito naquela noite — não apenas da oração, mas também de que Ele está constantemente e para sempre conosco.