Liahona
O poder da revelação pessoal
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

O poder da revelação pessoal

Como receber revelações sob medida que podem apoiá-lo na vida.

Ilustração: Allen Garns

“Orem em nome de Jesus Cristo sobre suas preocupações, seus medos, suas fraquezas — sim, os anseios de seu coração. E então escutem! Escrevam os pensamentos que vierem à sua mente. Registrem seus sentimentos e prossigam de acordo com as ações que forem inspirados a realizar. Ao repetirem esse processo dia após dia, mês após mês, ano após ano, crescerá ‘em [vocês] um princípio de revelação’.

Deus realmente quer falar com vocês? Sim!”

Presidente Russell M. Nelson, presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, “Revelação para a Igreja, revelação para nossa vida”, Liahona, maio de 2018, p. 95.

“Vocês podem receber inspiração e revelação pessoal, consistentes com Seus mandamentos, que sejam adequadas a vocês. Vocês têm missões e papéis únicos a desempenhar na vida e lhes será dada orientação individual para realizá-los.

Néfi, o irmão de Jarede e Moisés tiveram que atravessar muitas águas — e cada um o fez de maneira diferente. Néfi lavrou ‘madeiras de modo esmerado’. O irmão de Jarede construiu barcos que eram ‘ajustados como um vaso’. E Moisés ‘[foi] pelo meio do mar em terra seca’.

Cada um deles recebeu orientação personalizada, adequada a eles, e cada um confiou e agiu.”

Michelle Craig, primeira conselheira na presidência geral das Moças, “Capacidade espiritual”, Liahona, novembro de 2019, pp. 20–21.

“Agora sei que o verdadeiro banquete vai além de desfrutar uma deliciosa refeição. É uma experiência de alegria, de nutrir, celebrar, compartilhar, expressar o amor pelos familiares e pelos entes queridos, comunicar nossa gratidão a Deus e edificar relacionamentos à medida que desfrutamos um alimento farto e incrivelmente delicioso. Creio que, quando nos banqueteamos com as palavras de Cristo, temos que pensar no mesmo tipo de experiência. (…)

Banquetear-se com as palavras de Cristo trará a revelação que sustenta a vida, reafirmará nosso verdadeiro valor e identidade diante de Deus como Seus filhos e levará nossos amigos a Cristo e à vida eterna.”

Élder Takashi Wada, dos setenta, “Banquetear-nos nas palavras de Cristo”, Liahona, maio de 2019, pp. 39, 40.

“O sacramento também é o tempo do Senhor para nos ensinar sobre a Expiação de Seu Filho Amado — nosso Salvador Jesus Cristo — e para recebermos revelação a esse respeito. É tempo de ‘batei, e abrir-se-vos-á’, de pedir e receber esse conhecimento. É o tempo para que nós, reverentemente, imploremos a Deus por esse conhecimento e, se assim fizermos, não tenho dúvida de que receberemos esse conhecimento que abençoará nossa vida sem medidas.”

Élder Claudio R. M. Costa, dos setenta, “Para que sempre se lembrem Dele”, A Liahona, novembro de 2015, p. 103.

“Sejam obedientes, lembrem-se das vezes em que, no passado, sentiram o Espírito e peçam com fé. Sua resposta virá, e sentirão o amor e a paz do Salvador. Talvez não venha tão rapidamente ou da maneira que desejam, mas a resposta virá. Não desistam! Nunca desistam!”

Élder James B. Martino, “Voltem-se a Ele, e as respostas virão”, A Liahona, novembro de 2015, p. 59.

“O Senhor repetidamente nos disse: ‘Procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé’. Podemos receber luz e compreensão não apenas pelo raciocínio lógico de nossa mente, mas também por meio da orientação e inspiração do Espírito Santo. (…)

Quando essas duas perspectivas são então combinadas em nossa alma, uma visão completa mostra a realidade das coisas como são.”

Élder Mathias Held, dos setenta, “Procurar conhecimento pelo Espírito”, Liahona, maio de 2019, pp. 31, 33.