2020
Guia de três passos para manter sua saúde mental
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Jovens adultos

Guia de três passos para manter sua saúde mental

O estresse, a depressão e a ansiedade podem entrar em nossa vida a qualquer momento. Veja aqui três maneiras de manter sua saúde mental.

Tenho 30 anos de experiência como terapeuta em saúde mental e ainda fico impressionado com a capacidade das pessoas de enfrentar e superar desafios. Vivemos numa época difícil. O estresse, a depressão e a ansiedade podem entrar em nossa vida a qualquer momento, especialmente numa fase de tantas incertezas como o início da vida adulta. Essas dificuldades às vezes nos deixam confusos e nos fazem duvidar de nossa capacidade de lidar com os problemas e seguir em frente.

Mas aprendi que, quando dedicamos algum tempo para cuidar da saúde mental, nós nos tornamos mais fortes e resilientes para enfrentar desafios. Há muitas coisas que podemos fazer por nós mesmos a fim de fortalecer nossa capacidade mental e assim poder superar obstáculos (e aproveitar os bons momentos também!). Aqui estão três áreas que merecem atenção e que podem ajudá-lo a manter sua saúde mental e emocional em ótimo estado.

Não subestime o poder das coisas espirituais pequenas e simples

As pequenas coisas espirituais que você pode fazer todos os dias para aproximá-lo mais do Pai Celestial têm muito mais poder de ajudar a manter sua saúde mental do que você imagina (ver Alma 37:6–7). Hábitos espirituais não fazem necessariamente nossos problemas desaparecerem, mas, com certeza, dão-nos força, clareza mental, perspectiva eterna, esperança e coragem para seguir em frente.

Costumo incentivar meus pacientes a fazer pequenas coisas todos os dias. Isso inclui fazer orações diárias sinceras, estudar as escrituras todos os dias, cumprir responsabilidades e chamados da Igreja, ir à igreja todas as semanas e ao templo com frequência, bem como se esforçar para seguir a orientação do Espírito Santo.

Tenho visto essas práticas espirituais pequenas e simples transformarem de maneira extraordinária a capacidade das pessoas de lidar com problemas e vencê-los. Quando se comprometem a fazer essas pequenas coisas espirituais de modo sistemático, meus pacientes sentem mais a influência do poder do Salvador na vida deles. Tenho visto esse poder aumentar a força espiritual e mental dessas pessoas. Isso faz uma grande diferença na capacidade que elas têm de encontrar felicidade e de se concentrar no que realmente importa.

O élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, testificou sobre isso ao afirmar: “O padrão espiritual das coisas pequenas e simples que levam à realização de grandes coisas produz firmeza e determinação, devoção profunda e uma conversão mais completa ao Senhor Jesus Cristo e a Seu evangelho”.1

Não permita que sentimentos de inadequação ou incerteza o impeçam de fazer essas pequenas coisas espirituais com real intenção (ver Morôni 10:4). Se você acreditar ou se pelo menos tiver o desejo de acreditar (ver Alma 32:27) que esses hábitos espirituais podem lhe dar força, paz e esperança, isso ocorrerá.

Lembre-se de cuidar de si mesmo

Todos nós já ouvimos falar do princípio do evangelho da autossuficiência. Na maioria das vezes, isso diz respeito à situação financeira ou a necessidades físicas. No entanto, uma das partes mais importantes desse conceito é a autossuficiência emocional — cuidar de si mesmo —, que é importantíssima para se manter a saúde mental.

Por que é tão difícil para muitos de nós cuidar de nós mesmos da mesma forma como cuidamos dos outros? Acho que, às vezes, a ideia de tirar alguns momentos para nós mesmos parece uma atitude egoísta ou perda de tempo. No entanto, nada poderia estar mais longe da verdade! Cuidar de si mesmo não é egoísmo! Se não cuidarmos de nós mesmos, o que teremos para oferecer aos outros?

A primeira coisa para cuidar de si mesmo é estar consciente das próprias necessidades e de quanto você pode dar aos outros. Identificar, entender e reconhecer as emoções que você está sentindo é importante para descobrir quais são suas necessidades. Veja aqui sugestões que podem satisfazer algumas de suas necessidades mentais e emocionais:

  • Cuide do corpo, comendo alimentos saudáveis, dormindo o suficiente e fazendo exercícios regularmente.

  • Cultive relacionamentos com pessoas com quem você pode conversar e partilhar suas preocupações e sua felicidade.

  • Procure entretenimento saudável, passatempos e atividades que lhe tragam alegria e sensação de realização.

  • Escreva um diário para ajudar a expressar seus sentimentos e organizar suas ideias.

  • Passe algum tempo ao ar livre.

  • Estabeleça limites saudáveis e diga não quando estiver sobrecarregado.

  • Pratique a gratidão. Ser grato nos ajuda a não sentir pena de nós mesmos ou culpar outras pessoas pela nossa infelicidade. Tente escrever no final de cada dia três coisas pelas quais você é grato.

  • Transforme afirmações e pensamentos negativos em algo positivo, tanto sobre os outros como sobre si mesmo.

  • Lembre-se de quem você é — um filho divino de pais celestiais. Você é amado e tem o apoio de muitas pessoas no céu e na Terra.

  • Diminua o tempo que você passa nas redes sociais (ou mantenha total distância delas).

  • Perdoe a si mesmo e aos outros. Ficar remoendo ofensas ou erros passados acrescenta um fardo desnecessário aos seus ombros.

Seja humilde e peça ajuda

Nenhum de nós foi mandado à Terra para trilhar essa jornada mortal sozinho. Mesmo que você seja autossuficiente, estar em contato com outras pessoas é essencial para suprir suas necessidades mentais e emocionais. Temos pais, outros familiares, amigos, líderes da Igreja e nosso Pai Celestial, Jesus Cristo e o Espírito Santo para nos guiar, orientar e ajudar em nosso caminho. Tire algum tempo para examinar a rede social de apoio que você tem no momento. Pergunte a si mesmo:

  • Você tem relacionamentos saudáveis?

  • Precisaria de mais apoio?

  • Você afasta as pessoas de você? É capaz de pedir auxílio quando necessita?

Na maioria das vezes, para ajudar os outros, precisamos saber se estão com problemas. Não tenha medo ou vergonha nem hesite em procurar ajuda quando precisar, seja para confidenciar sua ansiedade a alguém ou pedir auxílio. Não há dúvida de que é necessário ter coragem e humildade para admitir que necessitamos de ajuda. Mas o Pai Celestial muitas vezes nos abençoa por intermédio de outras pessoas ao permitirmos que elas nos ajudem.

A verdadeira autossuficiência emocional começa conhecendo nossos limites e pedindo auxílio para preencher as lacunas. Além dos amigos e da família, seus líderes da Igreja podem dar conselhos, orientação e esperança quando você precisar. Se for melhor para você receber assistência médica profissional para cuidar de sua saúde mental, seu bispo talvez possa ajudá-lo com isso, indicando terapeutas qualificados.

Como você bem sabe, vivemos numa época difícil. Mas também vivemos na melhor época do mundo porque o evangelho de Jesus Cristo foi restaurado! Temos conhecimento do plano de salvação e de muitos recursos que podem nos ajudar a ter alegria, esperança e paz seja qual for a situação. Se usarmos esses recursos, eles nos ajudarão a voltar ao Pai Celestial.