2020
Fortalecer a fé por meio da Primeira Visão
anterior seguinte

Fortalecer a fé por meio da Primeira Visão

Oro para que sigam o padrão de oração usado por Joseph, aprendam as verdades que ele aprendeu e fortaleçam sua fé em seu Pai Celestial e em Seu Filho Jesus Cristo.

Teenager Share Beliefs

Quando eu tinha 16 anos, viajei de minha casa, em Idaho, até uma conferência que seria realizada na costa leste dos Estados Unidos, da qual participariam rapazes e moças de todos os 50 estados e de quase 40 países. Antes disso, eu raramente estivera numa situação em que minhas crenças e convicções me diferenciassem dos outros.

Certa noite, numa ocasião informal, surgiu um debate sobre algumas crenças e práticas de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Um grande grupo de estudantes subitamente voltou a atenção para mim, e eles começaram a fazer perguntas, algumas das quais para criticar nossas crenças.

Isso me pegou desprevenido. Mas, após refletir por um instante, comecei a compartilhar alguns princípios básicos do evangelho. Expliquei que temos um Pai Celestial, que somos Seus filhos e que estamos na Terra para desenvolver fé em Jesus Cristo e ser provados, escolhendo o bem em vez do mal.

Ao compartilhar esses princípios, isso me levou a prestar testemunho de Joseph Smith. Os outros estudantes não tinham feito perguntas sobre Joseph Smith, mas senti que deveria abordar as origens das minhas crenças. Ao narrar a aparição do Pai e do Filho no Bosque Sagrado, de repente todos se calaram. Um pungente sentimento de santidade tomou conta da sala, e uma imensa sensação de poder espiritual repousou sobre mim e minhas palavras.

Depois disso, vários estudantes me agradeceram por minhas fortes convicções. Alguns até pediram mais informações sobre a Igreja. Ao voltar para meu quarto naquela noite, dei-me conta de que a pessoa sobre quem aquele ocorrido exercera maior impacto tinha sido eu mesmo. Eu havia sentido por mim mesmo o poder de se prestar um testemunho de Deus, o Pai, de Jesus Cristo e da Primeira Visão.

Desde aquela ocasião, há mais de 50 anos, testifiquei centenas de vezes a respeito do Pai, do Filho e do profeta Joseph Smith. Nessas experiências pessoais, senti constantemente o testemunho confirmador do Espírito Santo.

Gostaria de compartilhar cinco princípios que aprendi graças a meu entendimento espiritual da Primeira Visão. Esses princípios fortaleceram minha fé e meu desejo de seguir nosso Pai Celestial e Seu Filho amado. Espero que eles os fortaleçam também.

The First Vision

1. O Pai, o Filho e o Espírito Santo são três seres distintos e separados

Por séculos, teólogos e filósofos debateram a natureza de Deus, o Pai, de Jesus Cristo e do Espírito Santo. Muitos acreditavam que Eles eram um único ser. Graças ao que aconteceu com Joseph no Bosque Sagrado há 200 anos, conhecemos a verdade absoluta sobre a natureza de Deus.

Em primeiro lugar, Ele vive! Em segundo lugar, o Pai e o Filho são dois seres separados, gloriosos, ressuscitados e distintos um do outro. Posteriormente, Joseph aprendeu que “o Espírito Santo não tem um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de Espírito. Se assim não fora, o Espírito Santo não poderia habitar em nós” (Doutrina e Convênios 130:22).

2. Somos filhos e filhas de Deus

Por meio da Primeira Visão e de outras experiências pessoais, o profeta Joseph Smith aprendeu que Deus não é um poder distante que criou o mundo e seus habitantes e depois os esqueceu. Na verdade, cada um de nós é “uma filha amada [ou filho] de pais celestiais”.1

A proclamação da família declara: “Todos os seres humanos — homem e mulher — foram criados à imagem de Deus. Cada indivíduo é um filho (ou filha) gerado em espírito por pais celestiais que o amam e, como tal, possui natureza e destino divinos”.2 Nosso Pai definiu claramente esse destino: “Esta é minha obra e minha glória: Levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem” (Moisés 1:39).

Nossa identidade é com Deus, e estamos aqui na Terra para nos tornar mais semelhantes a Ele. Esse entendimento adquirido com a Primeira Visão permitiu que, quando jovem, eu soubesse que tinha um Pai Celestial pessoal que me amava e que desejava que eu voltasse à presença Dele.

3. Podemos ser perdoados de nossos pecados

Uma das maiores preocupações de Joseph era a de ser perdoado de seus pecados. Em um relato da Primeira Visão, o Senhor abordou aquele jovem que buscava a verdade com estas palavras: “Joseph, meu filho, teus pecados te são perdoados. Vai e anda nos meus estatutos e guarda os meus mandamentos. Eis que sou o Senhor da glória. Fui crucificado pelo mundo para que todos os que crerem em meu nome tenham a vida eterna”.3

Joseph aprendeu que, por meio da Expiação de Jesus Cristo, ele poderia ser perdoado de seus pecados, tornando-se limpo e puro perante Deus. Foi-lhe dado um conhecimento seguro de que Jesus Cristo tomou sobre Si os pecados e fardos de todos os que já viveram e que virão a viver sobre a Terra.

Com a Primeira Visão, aprendemos que, devido à graça de nosso Salvador Jesus Cristo, também podemos ser perdoados de nossos pecados e um dia estar limpos perante o Pai.

4. Nosso Pai Celestial ouve e responde nossas orações

Naquele dia no bosque, em 1820, Joseph aprendeu que o Pai Celestial ouve e responde orações. Tempos depois, Joseph disse: “Tinha plena confiança de receber uma manifestação divina, como acontecera anteriormente” (Joseph Smith—História 1:29). Seu exemplo nos ensina que podemos nos achegar a nosso Pai Celestial em oração para receber nossas próprias respostas.

Joseph repetiu esse padrão de oração muitas e muitas vezes. Ele tinha confiança de que o Senhor ouviria e responderia suas orações. Ele orou sobre coisas pelas quais vocês já devem ter orado.

Orou pedindo sabedoria (ver Joseph Smith—História 1:12–13).

Orou sobre o batismo (ver Joseph Smith—História 1:68).

Orou pedindo libertação (ver Doutrina e Convênios 121:1–4).

Orou pelos missionários (ver Doutrina e Convênios 109:22).

Orou pela Igreja, por seus membros e por seus líderes (ver Doutrina e Convênios 109:71–76).

E orou por sua família (ver Doutrina e Convênios 109:68–69).

Esse é o padrão para nós. Joseph nos mostrou que todos podemos nos achegar ao Pai em oração.

5. O Pai e o Filho nos conhecem pessoalmente

A partir da Primeira Visão, aprendemos que esses Seres celestes nos conhecem pessoalmente, assim como conheciam Joseph. O Pai chamou Joseph pelo nome e, “apontando para o outro”, disse: “Este é Meu Filho Amado. Ouve-O!” (Joseph Smith—História 1:17.)

O Pai e o Filho conheciam as necessidades, as preocupações e os anseios de Joseph, assim como conhecem os nossos. Também estão a par de nossos sucessos e nossas tristezas.

Em minha juventude, orei por muitas coisas. Ao fazer um retrospecto agora, algumas dessas coisas não parecem importantes. Mas eram importantes para mim naquela época, e entendi desde cedo que eu tinha um Pai Celestial que me ouvia. Nem sempre recebi uma resposta imediata, mas senti que, em Seu próprio tempo e à Sua própria maneira, Ele honraria meu pedido da maneira que fosse a certa para mim.

Tenho confiança que Deus vai falar com vocês. Acreditem nos sentimentos que lhe vierem profundamente ao coração. Passei a acreditar na oração e a entender seu poder porque eu sabia o que havia acontecido com o profeta Joseph Smith. Eu sabia que Deus conhecia meu nome e que me responderia, assim como conhece o nome de vocês e vai lhes responder.

Testemunho

Por muitos dos 68 anos que vivi na Terra, tenho colocado à prova o padrão de oração utilizado por Joseph. Como todos os verdadeiros discípulos do Salvador, também recebi respostas do céu. Sei que Jesus é o Cristo. Ele é o Filho de Deus. Ele ressuscitou e está vivo hoje. Ele tem o poder de perdoar nossos pecados. Por meio de nossa fé, obediência e nosso arrependimento, Ele pode nos levar de volta em segurança a nosso lar celeste.

Como apóstolo do Senhor Jesus Cristo e Sua testemunha ordenada, testifico com certeza e convicção confirmadas pelo Santo Espírito que o Pai e o Filho apareceram a Joseph Smith no Bosque Sagrado. Oro para que sigam o padrão de oração usado por Joseph, aprendam as verdades que ele aprendeu e fortaleçam sua fé em seu Pai Celestial e em Seu Filho Jesus Cristo.

Notas

  1. “Tema das Moças”, youngwomen.ChurchofJesusChrist.org.

  2. “A Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, maio de 2017, p. 145.

  3. “Joseph Smith’s Accounts of the First Vision”, josephsmithpapers.org.

Ilustração: David Malan

Ilustração: Kendall Ray Johnson