2020
Edificar o reino na Nova Caledônia
anterior seguinte

Apenas online: Jovens adultos

Edificar o reino na Nova Caledônia

Jovens adultos da Nova Caledônia e de todo o mundo estão se erguendo à altura do chamado para servir e ser líderes na Igreja.

“A oportunidade de servir é uma das grandes bênçãos de ser membro da Igreja.”1 Como jovem adulto, servir na Igreja pode ser uma oportunidade emocionante de crescimento, liderança e fortalecimento de seus músculos espirituais. Mas com todas as outras responsabilidades que acompanham a fase de jovem adulto, pode ser difícil servir — especialmente em áreas nas quais a Igreja é muito pequena. O que você faz, por exemplo, quando é chamada para ser a presidente das Moças da estaca, está se preparando para servir uma missão, ao mesmo tempo em que frequenta a faculdade e ajuda a coordenar o instituto e, ah sim, tem apenas 21 anos de idade?

Em muitas áreas da Igreja, essa não é uma situação incomum. Na Nova Caledônia, um pequeno território ultramarino da França com cerca de 2.400 membros da Igreja, os membros jovens adultos geralmente recebem grandes responsabilidades na edificação do reino do Senhor. O presidente Russell M. Nelson disse certa vez aos jovens adultos: “Vocês são os futuros líderes da Igreja! Estão prontos para assumir as rédeas da liderança?”2 Por necessidade e devido ao amor que têm pelo Salvador, jovens adultos do mundo todo estão prontos para servir e liderar na Igreja.

A Seu serviço por toda a vida

Para muitos jovens adultos da Nova Caledônia, a missão os ajudou a se preparar para uma vida inteira de serviço na Igreja. Syoelanne (Syo) Ulivaka recebeu o chamado para servir como segundo conselheiro no bispado apenas uma semana após ser desobrigado de sua missão de tempo integral. “Eu tinha acabado de terminar minha missão”, conta Syo. “Estava cansado e disse a mim mesmo: agora vou descansar.” Mas ainda assim ele aceitou o chamado. “Compreendi que tenho de ir aonde o Senhor quiser que eu vá. Estou a serviço Dele — não apenas por dois anos, mas por toda a vida.”

Desde que serviu no bispado, Syo agora se casou, tem um filho e se mudou para outra ala. Mas ele continua a servir e a cumprir seus chamados na Igreja.

O élder Earl C. Tingey, setenta autoridade geral emérita, disse aos jovens adultos: “O privilégio de ter um chamado na Igreja é uma das mais maravilhosas bênçãos que vocês podem usufruir nessa época de sua vida. Vocês têm muito a contribuir na ala ou no ramo em que moram. Seus talentos e aptidões são essenciais e necessários para a Igreja que está crescendo”.3 Syo não é o único jovem adulto da ilha cujas aptidões foram postas em ação para ajudar no crescimento da Igreja — outros jovens adultos servem em quase todos os cargos em âmbito de ala e estaca. Syo diz: “Tentamos relembrar as coisas que aprendemos na missão para fortalecer nossa estaca e nossas alas”. Esses jovens adultos fazem sacrifícios para fortalecer o reino em seu país, mas como Syo declara: “Grande parte do sacrifício é o de nosso tempo”.

Alguns jovens adultos têm dois ou até três chamados. “Isso pode ser uma bênção para eles, mas também um fardo”, afirma Syo, pois muitos têm dificuldades para equilibrar os afazeres da fase de jovem adulto e as responsabilidades da Igreja. “É difícil fazer todas as coisas ao mesmo tempo.” Mas Syo descobriu que, quando coloca o Senhor em primeiro lugar, o restante se torna fácil de realizar. Ele relata: “O Senhor me ajudou em todas as outras coisas — escola, encontrar uma esposa — tudo estava nas mãos do Senhor”.

O futuro da Igreja

Os profetas e apóstolos têm uma forte opinião sobre as habilidades e o serviço que os jovens adultos podem oferecer na Igreja: “Precisamos de todo o seu coração e toda a sua alma. Precisamos de jovens adultos vibrantes, criativos, entusiasmados, que saibam ouvir e responder aos sussurros do Espírito Santo”.4

Jovens adultos da Nova Caledônia e de todo o mundo estão se erguendo à altura dessa conclamação apostólica. Eles se dão conta de que são o futuro da Igreja e decidem servir de todas as maneiras que podem. Incentivam uns aos outros em seus chamados. Trabalham com os missionários. Compartilham o evangelho e convidam os amigos para a Igreja. Dão conselhos aos jovens de sua ala e os motivam a servir missão. Viajam longas distâncias para frequentar o templo. Ensinam aos não membros de sua família. E todos esses esforços estão edificando o reino.

Syo reconhece que, no tocante a servir ao Senhor: “Somos instrumentos Seus”. Nesta época de crescimento da Igreja, o Senhor vai chamar santos de todas as idades, de todos os lugares, para que aceitem responsabilidades na edificação e no fortalecimento de Seu reino. Será que estamos prontos para atender a esse chamado?

Notas

  1. Carl B. Cook, “Servir”, A Liahona, novembro de 2016, p. 110.

  2. Russell M. Nelson, em Marianne Holman Prescott, “Prepare for Future Church Leadership, President Nelson Tells Young Adults” [O presidente Nelson diz aos jovens adultos: preparem-se para assumir a futura liderança da Igreja], 8 de janeiro de 2017, news.ChurchofJesusChrist.org.

  3. Earl C. Tingey, “Três mensagens para os jovens adultos”, A Liahona, abril de 2007, p. 27.

  4. M. Russell Ballard, “A melhor de todas as gerações de jovens adultos”, A Liahona, maio de 2015, p. 68.