2017
Suicídio: como dar apoio às pessoas no caminho para a cura

Suicídio: como dar apoio às pessoas no caminho para a cura

Couple on Temple Grounds

Ilustração fotográfica: Carrie Leona Ryan

Quando Natalie Thorpe de 15 anos cometeu suicídio, muitos entes queridos ficaram tentando encontrar um meio de se consolar. A mãe dela descreve sua dor em um artigo da edição deste mês da revista Liahona: “A agonia se prolongava durante o dia e me atormentava à noite. Era insuportável”.

Quando alguém decide dar fim à vida, os entes queridos têm de enfrentar uma fase de luto complicada e dolorosa.

A experiência pessoal deles pode incluir:

  • Sentimento de culpa, confusão, abandono, desespero ou raiva.

  • Perguntas sem resposta.

  • Isolamento das pessoas por vergonha.

  • Temor do julgamento ou da censura das pessoas.

Embora você não possa eliminar completamente sofrimento dessas pessoas, há muitas maneiras pelas quais você pode apoiá-las no caminho para a cura.

Aqui estão maneiras de ajudar:

  • Seja compreensivo e compassivo.

  • Ofereça-se para ajudá-las, mesmo com tarefas simples.

  • Acompanhe-as nas atividades.

  • Seja paciente, ouça e aceite os sentimentos que elas compartilharem.

  • Não ofereça falsos consolos como “Tudo ficará bem”, “Poderia ter sido pior”, “O tempo cura as feridas” ou “Entendo”.

  • Não tente responder às perguntas delas para as quais não haja resposta.

  • Reafirme que elas não são responsáveis.

  • Converse com elas sobre o ente querido do mesmo jeito que faria se ele tivesse morrido de outra maneira.

  • Ofereça-se para ajudá-las a encontrar mais recursos para lidar com o sofrimento (terapia, grupos de apoio, etc.).

“Levei alguns anos para perceber o quanto fui ajudada por meus irmãos e irmãs da Igreja”, disse a mãe de Natalie sobre o suicídio da filha. “Estiveram a meu lado até eu recuperar a saúde e cuidaram de mim até eu conseguir me reerguer sozinha”.