2017
Como ajudar as pessoas: 4 maneiras de integrar os membros novos e os que retornam

Como ajudar as pessoas: 4 maneiras de integrar os membros novos e os que retornam

Madagascar: Church Meetings

Muitos membros novos ou que retornam não se sentem à vontade na Igreja por não sentirem que fazem parte do grupo. Às vezes, até aqueles com um forte testemunho têm dificuldade para permanecer fiéis quando se sentem excluídos. Em uma recente série de vídeos intitulada Unidade na Diversidade, os líderes da Igreja abordam essa questão e incentivam os membros a serem mais sensíveis, inclusivos e bondosos em suas interações.

Aqui estão quatro maneiras de você ajudar os membros novos e os que estão retornando à Igreja a se sentirem aceitos:

1. Ser um amigo na fé

Os recém-conversos ou membros menos ativos podem se sentir solitários ou pouco à vontade na Igreja, mas um simples “Olá” pode aliviar suas ansiedades. Carol F. McConkie diz: “Quando alguém surge à porta de uma capela, essa pessoa deve sentir-se imediatamente abraçada e amada, elevada e inspirada”. Cumprimente-os calorosamente, interaja com eles e apresente-os a outros membros. Seja o amigo verdadeiro que eles precisam desesperadamente ter.

2. Inclua todas as pessoas

A chave para fazer os membros novos e os que estão voltando à atividade se sentirem incluídos é deixar que saibam que queremos que estejam conosco! O Élder Dallin H. Oaks ensina: “Ao fazermos [do Salvador] o nosso exemplo, devemos sempre tentar incluir cada pessoa”. Podemos criar um senso maior de aceitação ao incentivar e incluir as pessoas que são novas na Igreja.

3. Envolva-se e interaja com as pessoas

Muitos recém-conversos se sentem sobrecarregados com a pressão de tentarem entender tudo de repente, e alguns talvez se sintam solitários, caso seus familiares e amigos não entendam suas novas crenças e seus novos hábitos. A irmã Jean B. Bingham aconselha: “Quando decide sair de sua zona de conforto e interagir, você abençoa a vida de alguém”. Você pode curar a solidão das pessoas convidando-as para jantar ou para ir ao templo em sua companhia. Seu genuíno amor e sua amizade podem fazer toda a diferença!

4. Viver o evangelho, tornar-se discípulos

Há muitos membros da Igreja com formação e cultura diferentes. O Élder D. Todd Christofferson explica: “As pessoas podem trazer consigo diferentes dons e pontos de vista”. Ao concentrar-se em suas semelhanças com esses membros em vez de suas diferenças, isso vai permitir que eles se sintam aceitos, amados, incluídos e prontos para aceitar a salvação no corpo de Cristo.

Os profetas e apóstolos modernos pedem que procuremos ter união na diversidade, incentivando-nos a abrir espaço para cada membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, não importando quais sejam suas circunstâncias.