2016
Uma Receita de Aprendizado

Uma Receita de Aprendizado

A autora mora em Utah, EUA.

Siga estes quatro passos para tornar a palavra de Deus deleitosa para sua alma.

Still life

Quando eu era jovem, passava muitas horas observando minha mãe na cozinha. Ela preparava as mais deliciosas refeições, pães, biscoitos e tortas para nossa família. Após algum tempo, comecei a ler as receitas, seguir as instruções e preparar pratos. Não tinha que depender da minha mãe — podia fazê-lo sozinha.

Assim como quando aprendemos a cozinhar, é na prática que aprendemos o evangelho e desenvolvemos nosso testemunho. Depois que Leí contou à sua família o sonho que tivera sobre a árvore da vida, Néfi disse que queria “ver e ouvir e conhecer essas coisas” por ele mesmo (1 Néfi 10:17). Em outras palavras, para Néfi não bastava ouvir o testemunho do pai. Ele queria aprender o que seu pai já sabia.

A receita do aprendizado do evangelho tem alguns passos simples. Você pode usar estas quatro ideias para ajudar seu aprendizado do evangelho com sua família, na igreja ou em seu estudo pessoal.

1. Prepare-se para aprender.

Comece seu estudo pessoal com uma oração. Peça ao Pai Celestial que ajude você a entender o que está lendo. Anote uma ou duas perguntas e procure as respostas. O Espírito Santo vai prestar testemunho das verdades à medida que você ler, ponderar e orar (ver Morôni 10:5).

Prepare-se para o aprendizado do evangelho na igreja lendo a lição previamente. As lições do programa Vem, e Segue-Me podem ser encontradas no site LDS.org e no aplicativo Biblioteca do Evangelho.

2. Envolva-se em seu aprendizado.

  • Leia para entender. O número de páginas que você leu ou sua velocidade de leitura não é tão importante quanto o entendimento do que você estiver lendo. Você pode ter de reler diversas vezes algumas frases. Use um dicionário para procurar as palavras que não conhece. Por exemplo: O que quer dizer dispensação? Você pode usar o Guia para Estudo das Escrituras para descobrir.

  • Faça perguntas sobre o que estiver lendo. Você pode perguntar: “O que estava acontecendo em Jerusalém na época em que Leí e sua família partiram? Por que as pessoas não deram ouvidos a Leí?”

  • Tente responder a estas três perguntas a respeito de qualquer ensinamento do evangelho: Por que isso era importante para as pessoas daquela época? Como isso se aplica a nós em nossos dias? Como se aplica a mim?

  • Procure padrões e ligações. Por exemplo: Quais são os padrões encontrados na maneira pela qual Néfi reagiu à adversidade? Como a jornada de sua família no deserto se assemelha à jornada dos israelitas ao saírem do Egito?

  • Anote seus pensamentos e sentimentos no diário. “Ao escreverem ideias preciosas, mais delas com certeza surgirão. Também o conhecimento que vão adquirir os acompanhará por toda a vida” (Richard G. Scott, “Obter Conhecimento e a Força para Aplicá-lo com Sabedoria”, A Liahona, agosto de 2002, p. 12). Anote, em especial, o que as ideias significam em sua vida.

  • Faça um desenho. Outro modo de registrar o que está aprendendo é fazer desenhos. Certa vez, quando eu visitava uma amiga para participar de uma noite familiar, a avó dela contou histórias pessoais sobre fé e oração. Antes do início da lição, minha amiga deu aos filhos dela papel e giz de cera para desenharem as histórias enquanto a avó as contava. O fato de estarem desenhando os ajudou a prestar atenção, e eles até fizeram perguntas para esclarecer algumas partes da história.

3. Estude e viva o evangelho todos os dias.

O aprendizado requer esforço. Precisamos esforçar-nos para entender (ver Mosias 12:27). O Élder M. Russell Ballard, do Quórum dos Doze Apóstolos, nos aconselhou a “estabelecer um horário e um lugar para estudar as escrituras diariamente, mesmo que sejam apenas alguns minutos” (“When Shall These Things Be?” [Quando Essas Coisas Acontecerão?], Ensign, dezembro de 1996, p. 60). Quando estudamos regularmente, o aprendizado se torna mais fácil. Por exemplo: descobri que, quando realmente leio os capítulos de Isaías no Livro de Mórmon (em vez de pulá-los), eles começam a fazer sentido para mim.

No tocante ao aprendizado do evangelho, não basta saber algo apenas intelectualmente. Precisamos também colocar em prática o que aprendemos. Ao colocarmos em prática a verdade, o Espírito Santo vem confirmá-la para nós, e nosso testemunho cresce. À medida que vivemos essa verdade de modo consistente, começamos a mudar e nos convertemos a Jesus Cristo.

4. Compartilhe o que aprender.

O fato de contar a outras pessoas um princípio do evangelho com nossas próprias palavras ajuda-nos a nos lembrar desse princípio e a sentir o Espírito, e isso fortalece nosso testemunho. Uma boa hora de começar costuma ser a noite familiar. Você também pode partilhar essas coisas ao conversar com amigos na escola e com os familiares no jantar.

Se seguirmos esses quatro passos simples e buscarmos diligentemente conhecer o Salvador, temos a promessa de que “os mistérios de Deus [nos serão] desvendados pelo poder do Espírito Santo” (1 Néfi 10:19).