2016
Palavras Proféticas num Local Inesperado

Palavras Proféticas EM UM Local Inesperado

A autora morou na Argentina enquanto o marido servia como presidente de missão.

Uma revista abandonada mudaria a vida de Oscar Castro para sempre.

Prophetic Words in an Unexpected Place

Oscar Castro foi batizado e confirmado após encontrar uma edição da conferência geral da revista A Liahona na casa para a qual se mudou.

Ilustração: Dan Burr; fotografia fornecida pela autora

O dia em que a esposa de Oscar o abandonou com seus dois filhos pequenos foi o mais duro de sua vida. Muitas decisões precisavam ser tomadas. Ele estivera procurando emprego e agora precisava de um novo lugar para morar. Parecia que sua vida estava arruinada. Pensava em simplesmente desistir de tudo e o teria feito se não fosse por seus dois belos filhos.

Em San Juan, Argentina, não havia muitas casas para alugar na faixa de preço que Oscar podia pagar. Mas uma casinha que ficava num bairro seguro acabara de ser desocupada por um grupo de rapazes, e assim Oscar a alugou e se preparou para começar vida nova com os filhos.

Na nova casa, algumas revistas e livros estavam largados pelo chão, e depois de trabalhar o dia inteiro limpando e arrumando as coisas, Oscar se sentou e pegou uma das revistas para ler. Por algum motivo, a capa o deixou curioso. Embaixo do título, A Liahona, havia a gravura de um homem idoso de pé numa torre discursando para as pessoas. O homem o fez lembrar das gravuras dos profetas bíblicos.

Oscar abriu a revista e começou a ler: “Todos sabemos que devemos dizer a nossos entes queridos que os amamos. Mas o que sabemos nem sempre se manifesta no que fazemos”.1 Oscar pensou nas palavras ásperas tantas vezes trocadas entre ele e a mulher. Ele queria ensinar seus filhos a serem melhores do que aquilo. Oscar continuou a ler a revista e começou a sentir a esperança crescer dentro dele. Antes do fim da semana, tinha lido todos os artigos e queria saber mais.

Um mês depois, dois missionários estavam caminhando pelo bairro de Oscar. Oscar foi falar com eles e perguntou se eram missionários santos dos últimos dias e quanto lhe custaria adquirir mais algumas daquelas revistas da Igreja. Os élderes disseram que custaria apenas 20 minutos do tempo dele.

No dia seguinte, os dois missionários foram visitar a casa de Oscar. Oscar lhes contou sobre a mudança e sobre os velhos livros, revistas e folhetos encontrados que o levaram a conhecer a Igreja. Explicou que o primeiro artigo que leu se relacionava diretamente com sua vida naquele momento. Ele já sabia da importância da família e queria saber mais sobre a noite familiar e a oração em família. Relatou aos élderes o que mais havia aprendido a respeito da Igreja, inclusive sobre o Profeta Joseph Smith e a Restauração do evangelho.

Encarou os élderes com toda a sinceridade e disse as palavras que todo missionário anseia ouvir: “Acredito que Joseph Smith foi um Profeta de Deus”. Os élderes o convidaram a ser batizado e, com lágrimas nos olhos, Oscar aceitou. Algumas semanas depois, Oscar Castro foi batizado e confirmado membro da Igreja.

O Senhor havia preparado Oscar, e seu espírito estava contrito e pronto para aprender e crescer. Naquele memorável dia da mudança, o espírito das mensagens da edição da conferência geral da revista A Liahona tocou o coração de Oscar. Os antigos moradores da casa não sabiam qual seria o efeito de ali deixarem algumas revistas da Igreja, mas as mensagens do evangelho encontradas naquelas revistas se tornaram uma importante ferramenta missionária. Ao conduzirem-no para as verdades que ele buscava, elas mudaram a vida de Oscar para sempre.