2011
As Bênçãos do Dízimo

Mensagem da Primeira Presidência

As Bênçãos do Dízimo

President Henry B. Eyring

O propósito de Deus ao dar-nos mandamentos é abençoar-nos. Ele deseja conceder-nos a vida eterna, o maior de todos os Seus dons (ver D&C 14:7). Para recebermos a dádiva de viver com Ele para sempre em família no reino celestial, precisamos conseguir viver as leis desse reino (ver D&C 88:22).

Ele deu-nos mandamentos nesta vida para ajudar-nos a desenvolver essa capacidade. A lei do dízimo é um desses mandamentos preparatórios. Ela estipula que demos ao Senhor um décimo de nossa renda. É tão simples que até uma criança é capaz de entender. Já vi crianças entregarem ao bispo um envelope de dízimo com um décimo das moedas que ganharam.

Uma das bênçãos advindas do pagamento do dízimo integral é desenvolvermos fé para um dia vivermos uma lei ainda maior. Para habitar o reino celestial, precisamos viver a lei da consagração. Lá precisaremos ser capazes de sentir que tudo o que somos e tudo o que temos pertence a Deus.

O pagamento de um dízimo integral nesta vida nos prepara de pelo menos três formas para sentirmos o que precisamos sentir a fim de recebermos o dom da vida eterna.

Em primeiro lugar, quando pagamos o dízimo à Igreja, o Pai Celestial derrama bênçãos sobre nós. Qualquer pessoa que tiver pagado fielmente o dízimo sabe que isso é verdade. As bênçãos às vezes são espirituais e às vezes, materiais. São concedidas no tempo do Senhor e de acordo com o que Ele sabe ser melhor para nós.

Ao recebermos essas bênçãos, aumenta nossa fé e a certeza de que Deus é a fonte de tudo que é bom em nossa vida. Torna-se mais fácil ver que a consagração simplesmente reconhece a verdade de que todas as criações de Deus a Ele pertencem. Isso nos leva a sentir gratidão por Ele pedir apenas dez por cento do que Ele já nos deu. Assim estaremos mais preparados para viver a lei da consagração quando isso nos for pedido.

Em segundo lugar, todos nós que pagamos fielmente um dízimo integral sentimos mais confiança para pedir a Deus que atenda a nossas necessidades e as de nossa família. Ele prometeu bênçãos até maiores do que podemos receber caso sejamos fiéis a nosso convênio de pagar o dízimo (ver Malaquias 3:10). Portanto, uma das maiores bênçãos do dízimo é a confiança no que o futuro nos reserva. Sejam quais forem nossas circunstâncias, tudo terminará da melhor maneira possível. Se cumprirmos nossas promessas, Ele cumprirá as Dele. Ter paz é uma das maiores bênçãos resultantes do pagamento de um dízimo integral. Quem guarda o mandamento do dízimo pode testificar que a bênção da paz é real e preciosa.

Em terceiro lugar, quem paga o dízimo sente aumentar seu amor a Deus e a todos os filhos de Deus. Esse aumento de amor ocorre porque passamos a compreender como o Pai usa o dízimo que ofertamos para abençoar as pessoas neste mundo e por toda a eternidade.

Por intermédio de Seus servos autorizados, Ele utiliza os fundos do dízimo com extremo cuidado. O dizimista ajuda o Senhor a construir templos onde as famílias podem ser seladas para toda a eternidade. O dizimista ajuda-O a levar o evangelho às pessoas do mundo inteiro. O dizimista ajuda-O a aliviar a fome e o sofrimento, a Seu modo, por meio de Seus servos. Qualquer um desses servos pode dizer o quanto o amor aumentou devido ao fato de o dízimo ser usado para abençoar as pessoas. E os dizimistas fiéis também podem dizer o mesmo.

O acerto do dízimo ocorrerá daqui a vários meses. Oro para que vocês e sua família comecem agora a fazer planos e preparativos para serem dignos das bênçãos que Deus derrama sobre todos os que podem declarar a Ele que são dizimistas integrais.

Fotografias: Robert Casey

Ilustrações: Steve Kropp