Lembrar as Coisas Grandiosas de Deus
    Notas de rodapé

    Lembrar as coisas grandiosas de Deus

    Oitavo Concurso Internacional de Arte

    Pensem nas muitas dádivas e bênçãos que o Pai Celestial e Jesus Cristo nos concederam. Ao reconhecer essas dádivas e bênçãos em nossa vida, mostramos reverência a Deus e fortalecemos nosso testemunho individual. Nossa fé pode ser expressa nas notas de um hino, na modelagem da argila ou em pinceladas de tinta.

    Ao percorrer a exposição de obras de arte do Oitavo Concurso Internacional de Arte, no Centro de Conferências, em Salt Lake City, Utah, sentimo-nos como se estivéssemos numa reunião de testemunhos de membros de 44 países. Em Doutrina e Convênios 115:5, lemos: “Erguei-vos e brilhai, para que vossa luz seja um estandarte para as nações”, e a obra desses artistas SUD faz exatamente isso.

    As obras expostas nesse concurso trienal incluem pinturas e artesanatos que ilustram o tema “Lembrar as Coisas Grandiosas de Deus”. Nosso lar terreno, o evangelho restaurado e a preciosa Expiação de nosso Salvador são alguns dos assuntos que os artistas magnificaram. Dentre 1.089 obras enviadas, quase 200 foram selecionadas para a exposição, inclusive 20 Menções Honrosas e 18 Prêmios de Aquisição. Embora a exposição do Centro de Conferências já tenha encerrado, você pode entrar no site ArtExhibit.LDS.org para vê-la na Internet. A visão dessas obras de arte dá-nos a oportunidade de sermos espiritualmente fortalecidos por esses testemunhos concretos.

    À esquerda: A Criança, de Kathleen Bateman Peterson, EUA, Menção Honrosa

    The Child

    “Esta é uma pintura sobre a maior dádiva de Deus para nós: a própria vida.”

    Acima: Mulher Virtuosa, Quem a Achará? II, de Louise Parker, África do Sul, Prêmio de Aquisição

    Who Can Find a Virtuous Woman? II

    “Procurei ilustrar a escritura [Provérbios 31] e também celebrar as características inatas das mulheres da África. Elas são muito trabalhadoras e generosas e sobrevivem (…) com sua dignidade preservada.”

    Abaixo: Amor, de Nnamdi Okonkwo, Nigéria, Menção Honrosa

    Love

    “Esta escultura de bronze é um tributo à maternidade.”

    À esquerda: Aonde Mandares Irei, de Ramon Ely Garcia Rivas, Equador, Prêmio de Aquisição

    I’ll Go Where You Want Me to Go

    “Podemos ver jovens missionários ensinando o evangelho a uma família de pesquisadores que moram numa casa feita de balsa [madeira flutuante], habitação típica dos moradores do rio Babahoyo, no Equador.”

    À direita: Uma Parada no Caminho, de Carmelo Juan Cuyutupa Caares, Peru

    A Stop along the Way

    “Os pioneiros tiveram breves momentos de alegria durante sua jornada, a despeito do cansaço que sentiam, que os levaram a fazer uma pausa ao longo do caminho.”

    À esquerda: Eles Não Duvidaram, de Joseph Brickey, EUA

    They Did Not Doubt

    “Sim, [os jovens guerreiros] tinham sido ensinados por suas mães que, se não duvidassem, Deus os livraria” (Alma 56:47).

    Acima: Graças Damos (Provérbios 22:6), de Elisabete Lina Miota, Brasil

    We Give Thanks (Proverbs 22:6)

    “A oração ensinada pelos pais é o primeiro contato com o Pai Celestial que um bebê de 16 meses pode aprender e praticar.”

    À direita: Passos de Fé, de Alfred Igbinigie, Nigéria

    Steps of Faith

    “Esta escultura em madeira retrata as dificuldades enfrentadas pelos santos de Missouri, em 1838.”

    Acima: Ágape, de Valeriano Ugolini, Itália

    Agape

    “Esta pintura é uma representação visual e simbólica do amor de Deus pelo homem, e o amor do homem por Deus, conforme expresso em João 3:16.”

    Abaixo: Janelas do Céu, de Emily McPhie, EUA, Prêmio de Aquisição

    Windows of Heaven

    “[Ao olhar para minha filhinha] senti-me sem fôlego, e lágrimas brotaram-me dos olhos. Foi como se as janelas do céu tivessem sido abertas por meio de seus olhos e tivessem derramado amor e luz. Os filhos são uma dádiva preciosa.”

    À esquerda: Companhia Martin de Carrinhos de Mão, Família Mellor, de Douglas McGarren Flack, EUA

    Martin Handcart Company, Mellor Family

    “Toda essa família de nove pessoas sobreviveu à jornada até Sião.”

    À direita: Enraizados, de Heidi Renee Somsen, Canadá

    Rooted

    “Assim como as raízes prendem a árvore à terra, as famílias são unidas no evangelho pelo amor e, de modo muito literal, pelas ordenanças do templo.”

    À direita: Preparação para o Dia do Senhor, de Mthulisi Ncube, Zimbábue

    Preparing for the Sabbath

    “A menina lê as escrituras enquanto as mulheres lavam roupa em preparação para o Dia do Senhor, numa região rural da África do Sul.”

    Acima: Bosque do Getsêmani de Derek J. Hegsted, EUA

    Gethsemane Grove

    “Durante uma viagem a Israel, encontrei um bosque de oliveiras que me fez refletir sobre o motivo pelo qual Cristo ia ‘muitas vezes’ ao Getsêmani (ver João 18:2). (…) Todas as formas de vida [têm] uma ligação com o Grande Criador. (…) Por meio da pintura, parece certo render tributo a tudo que presta testemunho de Sua divindade.”

    Acima: Encarar a Eternidade, de Del Parson, EUA

    Facing Eternity

    “Ao findar o dia, o Salvador reflete a respeito do plano de Seu Pai. Os mastros dos barcos pesqueiros representam as cruzes que O aguardam na última cena de Sua vida terrena.”

    À esquerda: Faz-me Andar Só na Luz, de Ai Meng Tsai, Taiwan, Prêmio de Aquisição

    Teach Me to Walk in the Light

    “Expressei a ideia transmitida por este hino muito conhecido das crianças.”

    Acima: Seus Pecados Lhe Foram Perdoados, Porque Muito Amou, de Roger Cushing, EUA

    Her Sins Are Forgiven, for She Loved Much

    “A fé e o arrependimento da mulher levaram-na a buscar o perdão do Senhor. (…) Por meio do amor redentor do Senhor, ela teve esperança.”