Fortalecer o Casamento, a Família e o Lar
anterior seguinte

Mensagem Das Professoras Visitantes

Fortalecer o Casamento, a Família e o Lar

Leia o texto a seguir com as irmãs a quem visita e discuta as perguntas, as escrituras e os ensinamentos dos nossos líderes da Igreja. Fale de suas experiências e de seu testemunho e incentive as irmãs a fazerem o mesmo.

Qual É a Visão Do Senhor a Respeito Do Casamento, Da Família E Do Lar?

Marcos 10:6–8: “Porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher, e serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne”.

A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos: “O casamento entre homem e mulher foi ordenado por Deus. (…) O casamento e a família bem-sucedidos são estabelecidos e mantidos sob os princípios da fé, da oração, do arrependimento, do respeito, do amor, da compaixão, do trabalho e de atividades recreativas salutares.” (“A Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, outubro de 1998, p. 24)

Élder Robert D. Hales, do Quórum dos Doze Apóstolos: “E quem é solteiro ou não foi abençoado com filhos? Será que precisa preocupar-se com o conselho relativo às famílias? Precisa. Isso é algo que todos precisam aprender na vida terrena. Os membros adultos solteiros muitas vezes podem fortalecer a família de um modo particular e tornarem-se uma imensa fonte de apoio, aceitação e amor à sua família e à família das pessoas que os cercam.” (“Fortalecer as Famílias: Nosso Dever Sagrado”, A Liahona, julho de 1999, p. 40)

Que Coisas Simples Podem Estabelecer Fortes Relacionamentos Familiares?

Mosias 4:15: “Ensiná-los-eis a amarem-se uns aos outros e a servirem-se uns aos outros”.

A Primeira Presidência: “Aconselhamos pais e filhos a darem a mais alta prioridade à oração familiar, à reunião familiar, ao estudo e aprendizado do evangelho e às atividades sadias com a família. Por mais dignas e adequadas que outras exigências ou atividades possam ser, não se pode permitir que elas tomem o lugar dos deveres designados por Deus que só os pais e a família podem cumprir adequadamente”. (Carta da Primeira Presidência, 11 de fevereiro de 1999; ver A Liahona, dezembro de 1999, p. 1.)

Presidente Gordon B. Hinckley: “Um bom casamento exige tempo e esforço. Vocês têm que trabalhar por ele. Precisam cultivá-lo. Precisam perdoar e esquecer. Precisam ser absolutamente leais um com o outro.” (“As Obrigações da Vida”, A Liahona, maio de 1999, pp. 4–5)

“Não conheço sequer uma prática que tenha um efeito mais benéfico sobre sua vida do que ajoelharem-se juntos, no início e no fim de cada dia. De alguma forma, os pequenos problemas que parecem afligir o casamento são dissipados quando, ajoelhando-se perante o Senhor, vocês lhe agradecem por terem um ao outro, (…) e juntos invocam bênçãos sobre sua vida.” (“‘A não ser que o Senhor edifique a casa….’”, A Liahona, junho de 1971, p. 72)

Élder Richard G. Scott, do Quórum dos Doze Apóstolos: “Caso você seja solteiro e não tenha uma perspectiva concreta de casamento celestial, viva para merecê-lo. Ore pedindo isso. Espere o momento determinado pelo Senhor. Não comprometa seus padrões de nenhuma forma que venha a privá-lo dessa bênção, seja neste ou no outro lado do véu.” (“Receber as Bênçãos do Templo”, A Liahona, julho de 1999, p. 31)