Conferência Geral
Lembrar-se do caminho de volta ao lar
anterior próximo

Lembrar-se do caminho de volta ao lar

Temos o exemplo perfeito de Jesus Cristo a seguir, e a jornada em direção ao nosso lar eterno só é possível por causa de Seus ensinamentos, Sua vida e Seu sacrifício expiatório.

Em 1946, o jovem pesquisador Arthur Hasler caminhava às margens do riacho de uma montanha nos arredores da casa onde tinha passado sua infância quando teve uma experiência que o levou a uma importante descoberta sobre como os peixes encontram o caminho de volta aos riachos onde nasceram.

Subindo a montanha, quando ainda não podia enxergar a cachoeira favorita de sua infância, uma recordação quase esquecida lhe veio à mente de repente. Ele disse: “Quando a brisa fresca, que carregava a fragrância de musgos e colombinas, varreu o pilar rochoso, os detalhes da cachoeira e sua localização na face da montanha de repente surgiram em minha mente”.1

Aqueles aromas reacenderam suas memórias de infância e o fizeram se lembrar de seu lar.

Se os aromas podiam provocar tais lembranças nele, ele raciocinou que talvez eles pudessem ser tão sugestivos para o salmão que, depois de anos em mar aberto, retorna ao mesmo riacho de seu nascimento para desovar.

Com base nessa experiência, Hasler e outros pesquisadores demonstraram que o salmão é capaz de se lembrar de certos odores. Isso o ajuda a navegar milhares de quilômetros pelo mar para encontrar o caminho de volta ao seu lar.

Esse relato me fez pensar que uma das coisas mais importantes que podemos fazer nesta vida é reconhecer o caminho de volta ao nosso Pai Celestial, lembrarmo-nos desse caminho e perseverar com fidelidade e alegria ao longo da jornada.

Pensei em quatro lembretes que, quando usados e aplicados de maneira consistente em nossa vida, podem reacender o que sentimos por nosso lar celestial.

Primeiro: Podemos lembrar que somos filhos de Deus

Temos uma herança divina. Saber que somos filhos de Deus e que Ele deseja que voltemos à Sua presença é um dos primeiros passos na jornada de volta ao nosso lar celestial.

Lembrem-se dessa herança. Com regularidade, reservem um tempo para fortalecer seu sistema imunológico espiritual, lembrando-se das bênçãos que receberam do Senhor. Confiem nas orientações que receberam Dele em vez de recorrer apenas ao mundo para medir seu valor pessoal e encontrar seu caminho.

Recentemente, visitei uma pessoa amada depois de ela ter estado no hospital. Ela me disse emocionada, enquanto estava deitada no leito hospitalar, que tudo o que ela desejava era que alguém cantasse para ela o hino “Sou um filho de Deus”. Esse único pensamento, disse ela, deu-lhe a paz de que precisava naquela hora de aflição.

Saber quem são muda o que vocês sentem e o que fazem.

Compreender quem vocês realmente são os prepara melhor para que reconheçam o caminho de volta ao seu lar celestial, lembrem-se desse caminho e desejem voltar para lá.

Segundo: Podemos lembrar do alicerce que nos protege

Ganhamos força quando permanecemos justos, firmes e fiéis ao Pai Celestial e a Jesus Cristo mesmo quando outras pessoas desconsideram totalmente os mandamentos e os princípios de salvação.2

No Livro de Mórmon, Helamã ensinou seus filhos a lembrarem-se de que devem construir seus alicerces sobre Jesus Cristo a fim de terem forças para resistir às tentações do adversário. A fúria dos ventos e das tempestades de Satanás nos açoitam hoje, mas não terão poder para nos arrastar ao abismo se depositarmos nossa confiança no lugar mais seguro — em nosso Redentor.3

Sei por experiência própria que, ao escolhermos ouvir Sua voz e segui-Lo, receberemos Sua ajuda. Obteremos uma perspectiva mais ampla de nossas circunstâncias e uma compreensão mais profunda do propósito da vida. Sentiremos os impulsos espirituais que nos guiarão para nosso lar celestial.

Terceiro: Podemos lembrar de orar sempre

Vivemos numa época em que, com um único toque ou comando de voz, podemos começar a buscar respostas sobre quase qualquer assunto na imensidão de dados armazenados e organizados em uma vasta e complexa rede de computadores.

Por outro lado, temos a simplicidade do convite para começarmos a buscar respostas do céu. “Ora sempre e derramarei meu Espírito sobre ti.” Então o Senhor promete: “E grande será tua bênção — sim, até maior do que se obtivesses tesouros da Terra”.4

Deus está plenamente ciente de cada um de nós e pronto para ouvir nossas orações. Quando nos lembramos de orar, encontramos Seu amor que sustenta e, quanto mais oramos a nosso Pai Celestial em nome de Cristo, mais trazemos o Salvador para nossa vida. Dessa forma, reconhecemos melhor o caminho que Ele traçou de volta ao nosso lar celestial.

Quarto: Podemos lembrar de servir ao próximo

Ao nos esforçarmos para seguir Jesus Cristo servindo e mostrando bondade aos outros, fazemos do mundo um lugar melhor.

Nossas ações podem abençoar significativamente a vida das pessoas ao nosso redor e a nossa própria vida. O serviço amoroso acrescenta significado à vida tanto de quem oferece como de quem recebe.

Não subestimem o potencial que vocês têm de influenciar os outros para o bem, tanto por meio de suas ações quanto por seu exemplo.

O serviço amoroso ao próximo nos guia ao longo do caminho para nosso lar celestial, o caminho que trilhamos para nos tornarmos como nosso Salvador.

Em 1975, como resultado de uma guerra civil, Arnaldo e Eugenia Teles Grilo e seus filhos tiveram que abandonar sua casa e tudo o que haviam construído ao longo de décadas de trabalho árduo. De volta a Portugal, seu país natal, o irmão e a irmã Teles Grilo enfrentaram o desafio de começar tudo de novo. Mas, anos mais tarde, depois de se tornarem membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, eles disseram: “Perdemos tudo o que tínhamos, mas foi uma coisa boa porque isso nos obrigou a ponderar a respeito da importância das bênçãos eternas”.5

Eles perderam seu lar terreno, mas encontraram o caminho de volta ao seu lar celestial.

Não importa o que precisem deixar para trás para seguir o caminho de volta ao seu lar celestial, um dia isso não parecerá um sacrifício.

Temos o exemplo perfeito de Jesus Cristo a seguir, e a jornada em direção ao nosso lar eterno só é possível por causa de Seus ensinamentos, Sua vida e Seu sacrifício expiatório, que inclui Sua morte e gloriosa Ressurreição.

Convido-os a experimentar a alegria de lembrar que somos filhos de Deus e de que Ele amou o mundo de tal maneira que nos enviou Seu Filho6 para nos mostrar o caminho. Convido-os a se lembrar de ser fiéis, de voltar sua vida ao Salvador e de construir seu alicerce sobre Ele. Lembrem-se de orar sempre em sua jornada e de servir ao próximo ao longo do caminho.

Queridos irmãos e irmãs, neste Domingo de Páscoa, presto testemunho de que Jesus Cristo é o Redentor e Salvador do mundo. Ele pode nos conduzir ao nosso lugar à mesa de uma vida alegre e pode nos guiar em nossa jornada. Que nos lembremos Dele e O sigamos de volta ao nosso lar. Em nome de Jesus Cristo. Amém.