Escolher Acreditar
    Notas de rodapé
    Theme

    Escolher Acreditar

    O Salvador proporciona Seu evangelho como uma luz para guiar aqueles que escolhem acreditar Nele e segui-Lo.

    Em janeiro passado, Sailor Gutzler, de 7 anos de idade, e sua família viajavam da Flórida para Illinois em um avião particular. O pai de Sailor pilotava o avião. Pouco depois do anoitecer, a aeronave começou a ter problemas mecânicos e caiu nas escuras colinas de Kentucky, em um terreno inóspito. Todos morreram no acidente, com exceção de Sailor. Com a queda, ela teve seu pulso quebrado. Ela sofreu cortes e arranhões e perdeu seus sapatos. A temperatura era de 3 graus Celsius — uma fria e chuvosa noite de inverno no Kentucky — e Sailor vestia apenas um shorts, uma camiseta e uma meia.

    Ela chamou por sua mãe e por seu pai, mas ninguém respondeu. Reunindo o que lhe restava de coragem, ela partiu descalça pelo campo em busca de ajuda, atravessando riachos, cruzando valas e enfrentando amoreiras espinhosas. Do alto de uma pequena colina, Sailor avistou uma luz a cerca de um quilômetro e meio de distância. Cambaleando pelo matagal na escuridão em direção àquela luz, ela finalmente chegou à casa de um bondoso homem que nunca tinha visto antes, o qual rapidamente a socorreu. Sailor estava segura. Logo foi conduzida a um hospital e recebeu os cuidados de que precisava para se recuperar.1

    Sailor sobreviveu porque viu uma luz à distância e se esforçou para chegar até ela, a despeito do campo selvagem, da intensidade da tragédia que enfrentou e dos ferimentos que sofreu. É difícil imaginar como Sailor conseguiu fazer o que fez naquela noite. Mas o que sabemos é que ela reconheceu na luz daquela casa distante uma chance de resgate. Havia esperança. Ela encontrou coragem no fato de que, não importava o quanto a situação parecia trágica, seu resgate estaria naquela luz.

    Poucos de nós vivenciaremos uma situação tão angustiante como a de Sailor. Mas todos nós, em algum momento ou outro, teremos de atravessar nosso próprio deserto espiritual e empreender nossas próprias e tempestuosas jornadas emocionais. Nesses momentos, apesar de parecerem tenebrosos ou desesperadores, sempre haverá uma luz espiritual brilhando para nós, se a buscarmos, dando-nos a esperança de obter resgate e socorro. Essa luz emana do Salvador de toda a humanidade, que é a Luz do Mundo.

    Discernir a luz espiritual é diferente de ver a luz física. Reconhecer a luz espiritual do Salvador começa com nossa disposição para acreditar. Deus exige que, a princípio, tenhamos ao menos o desejo de acreditar. “Mas eis que, se despertardes e exercitardes vossas faculdades (…) e exercerdes uma partícula de fé”, ensina o Profeta Alma, “sim, mesmo que não tenhais mais que o desejo de acreditar, deixai que esse desejo opere em vós, até acreditardes de tal forma que possais dar lugar a uma porção [das] palavras [do Salvador].”2

    O convite de Alma para que tenhamos o desejo de acreditar e de “dar lugar” em nosso coração às palavras do Salvador nos lembra de que a crença e a fé exigem escolhas e ações pessoais. Devemos “despertar e exercitar [nossas] faculdades”. Pedimos antes de receber; buscamos antes de encontrar; batemos antes de ser aberto a nós. Recebemos então esta promessa: “Porque todo aquele que pede, recebe; e o que busca, encontra; e ao que bate, será aberto”.3

    A súplica mais sincera para que acreditemos vem do próprio Salvador, durante Seu ministério terreno, quando Ele recorreu a Seus ouvintes descrentes:

    “Se não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis.

    Mas, se as faço, e não credes em mim, crede nas obras; para que conheçais e acrediteis que o Pai está em mim e eu nele”.4

    Cada um de nós se depara com um teste diariamente. É o teste de nossa vida inteira: escolheremos acreditar Nele e permitiremos que a luz de Seu evangelho cresça dentro de nós, ou nos recusaremos a acreditar e insistiremos em caminhar sozinhos no escuro? O Salvador proporciona Seu evangelho como uma luz para guiar aqueles que escolhem acreditar Nele e segui-Lo.

    Sailor tinha uma escolha após o acidente. Ela poderia ter escolhido ficar próxima ao avião no escuro, solitária e com medo. Mas tinha uma longa noite pela frente, e o tempo ia esfriar cada vez mais. Ela escolheu outro caminho. Sailor subiu em uma colina e, de lá, viu uma luz no horizonte.

    À medida que ela caminhava em direção à luz durante a noite, a luz ficava mais brilhante. Ainda assim, deve ter havido momentos em que ela não podia vê-la. Talvez ela tenha perdido a luz de vista enquanto passava por um desfiladeiro ou por trás de árvores e arbustos, mas ela prosseguiu com firmeza. Sempre que via a luz, Sailor tinha certeza de que estava no caminho certo. Ainda não sabia exatamente o que era a luz, mas continuou caminhando em direção a ela com base no que já sabia, acreditando que a veria de novo se continuasse caminhando na direção certa. Foi isso o que provavelmente salvou sua vida.

    Nossa vida também pode ser assim. Pode ser que, em alguns momentos, tenhamos sido magoados, estejamos cansados e nossa vida pareça tenebrosa e fria. Pode haver ocasiões em que não vejamos uma luz sequer no horizonte e tenhamos vontade de desistir. Se estivermos dispostos a acreditar, se tivermos o desejo de acreditar, se escolhermos acreditar, os ensinamentos e o exemplo do Salvador vão nos mostrar o caminho a seguir.

    Escolher Acreditar

    Assim como Sailor teve de acreditar que ela estaria segura naquela luz distante, nós também devemos escolher abrir nosso coração para a divina realidade do Salvador: para Sua luz eterna e Sua misericórdia conciliadora. Ao longo dos tempos, profetas têm nos incentivado e até mesmo nos implorado a acreditar em Cristo. Suas exortações refletem um fato fundamental: Deus não nos força a acreditar. Em vez disso, Ele nos convida a acreditar ao enviar profetas e apóstolos vivos para nos ensinar, ao nos conceder as escrituras e ao nos orientar por meio de Seu Espírito. Somos nós que devemos escolher aceitar esses convites espirituais, decidindo ver com olhos puros a luz espiritual por meio da qual Ele nos chama. A decisão de acreditar é a escolha mais importante que fazemos na vida. Ela molda todas as nossas outras decisões.

    Deus não nos compele a acreditar, assim como não nos compele a guardar qualquer outro mandamento, apesar de Seu perfeito desejo de nos abençoar. Contudo, Seu convite para acreditarmos Nele — para exercermos essa partícula de fé e darmos lugar a Suas palavras — continua em vigor hoje. Conforme disse o Salvador: “Eu dou testemunho de que o Pai ordena a todos os homens, em todos os lugares, que se arrependam e creiam em mim”.5

    A crença, o testemunho e a fé não são princípios passivos. Não surgem de uma hora para a outra. Acreditar é algo que escolhemos — nós esperamos, trabalhamos e nos sacrificamos por isso. Não começamos a acreditar no Salvador e em Seu evangelho por acaso. Da mesma forma, não oramos ou pagamos o dízimo acidentalmente. Nós ativamente escolhemos acreditar, assim como escolhemos guardar outros mandamentos.

    Colocar a Fé em Ação

    A princípio, enquanto caminhava pelo matagal, Sailor não podia ter certeza se o que estava fazendo iria, de fato, terminar bem. Ela estava perdida e machucada; a noite estava escura e fria. Mas ela deixou o local do acidente e se aventurou em busca de resgate, indo adiante com dificuldade até enxergar uma luz à distância. A partir do momento em que a viu, ela deu o melhor de si para caminhar naquela direção, lembrando-se do que tinha visto.

    Da mesma forma, devemos dar lugar à esperança de que encontraremos luz espiritual ao abraçar a crença em vez de escolher a dúvida. Nossas ações são a evidência de nossa crença e tornam-se o conteúdo de nossa fé. Escolhemos acreditar quando oramos e quando lemos as escrituras. Escolhemos acreditar quando jejuamos, quando guardarmos o Dia do Senhor e quando frequentamos o templo. Escolhemos acreditar quando somos batizados e quando tomamos o sacramento. Escolhemos acreditar quando nos arrependemos e buscamos o perdão divino e o amor conciliador.

    Nunca Desista

    Às vezes, o progresso em assuntos espirituais pode parecer lento ou intermitente. Às vezes, podemos sentir que perdemos o rumo, que cometemos erros ou que nossos melhores esforços para nos aproximarmos do Salvador não estão funcionando. Se você se sente dessa forma, por favor, jamais desista. Prossiga acreditando Nele, em Seu evangelho e em Sua Igreja. Alinhe suas ações com essa crença. Nos momentos em que a luz de sua fé diminuir, permita que sua esperança pelo amor e pela graça do Salvador, que encontramos em Seu evangelho e em Sua Igreja, supere sua dúvida. Prometo que Ele está pronto para recebê-lo. Com o passar do tempo, você verá que fez a melhor escolha que poderia ter feito. Sua corajosa decisão de acreditar Nele o abençoará imensamente e para sempre.

    As Bênçãos de Acreditar

    Já senti o amor misericordioso do Salvador na minha vida. Eu O busquei em meus próprios momentos de escuridão e Ele estendeu a mão para mim com Sua luz que cura. Uma das grandes alegrias da minha vida tem sido viajar com minha esposa, Kathy, para me reunir com membros da Igreja em diversos cantos do mundo. Essas ocasiões maravilhosas têm me ensinado e ensinado a nós sobre o amor que Deus tem por Seus filhos. Tenho visto o potencial ilimitado de felicidade tornar-se uma bênção para os que escolhem seguir os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo. Tenho aprendido que acreditar Nele e em Seu poder redentor é o verdadeiro caminho para a “paz neste mundo e vida eterna no mundo vindouro”.6

    Testifico que Jesus Cristo é a fonte de luz e esperança para todos nós. Oro para que todos possamos escolher acreditar Nele. Em nome de Jesus Cristo. Amém.