2010–2019
Ensinar com Poder e Autoridade de Deus
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Ensinar com Poder e Autoridade de Deus

O Senhor proveu um meio para que todo santo dos últimos dias digno ensine à maneira do Senhor.

Somos gratos pelos professores de toda a Igreja, mais do que podemos expressar. Amamos vocês e temos grande confiança em vocês. Vocês são um dos grandes milagres do evangelho restaurado.

Existe realmente um segredo para alguém se tornar um professor bem-sucedido do evangelho, para ensinar com poder e autoridade de Deus. Uso a palavra segredo porque os princípios em que se baseia o sucesso de um professor somente podem ser compreendidos por aqueles que têm um testemunho do que aconteceu na manhã de um belo e claro dia, no início da primavera de 1820.

Em resposta à humilde oração de um rapaz de 14 anos, os céus se abriram. Deus, o Pai Eterno, e Seu filho, Jesus Cristo, apareceram e falaram com o Profeta Joseph Smith. A tão esperada restituição de todas as coisas havia começado e o princípio da revelação foi estabelecido para sempre em nossa dispensação. A mensagem de Joseph e a nossa mensagem ao mundo pode ser resumida em duas palavras: “Deus fala”. Ele falou no passado, Ele falou a Joseph Smith e vai falar com vocês. É isso que os distingue de todos os outros professores do mundo. É por isso que vocês não podem fracassar.

Vocês foram chamados pelo espírito de profecia e revelação e designados pela autoridade do sacerdócio. O que isso significa?

Primeiro, significa que vocês estão a serviço do Senhor. Vocês são Seus agentes e estão autorizados e comissionados a representá-Lo e a agir em nome Dele. Como Seus agentes, vocês têm direito à ajuda Dele. Vocês precisam perguntar a si mesmos: “O que o Salvador diria se estivesse ensinando minha classe hoje e como Ele diria?” Depois, devem agir dessa maneira.

Essa responsabilidade pode fazer com que alguns se sintam inadequados ou até um tanto temerosos. O caminho não é difícil. O Senhor proveu um meio para que todo santo dos últimos dias digno ensine à maneira do Senhor.

Segundo, vocês foram chamados para pregar o evangelho de Jesus Cristo. Vocês não devem ensinar suas próprias ideias ou filosofias, mesmo que mescladas com escrituras. O evangelho é “o poder de Deus para salvação”,1 e é somente por meio do evangelho que somos salvos.

Terceiro, vocês têm o mandamento de ensinar os princípios do evangelho conforme se encontram nas obraspadrão da Igreja, de ensinar as palavras dos profetas e apóstolos modernos e o que lhes for ensinado pelo Espírito Santo.

Então por onde começamos?

Nossa primeira e maior responsabilidade é viver de modo que possamos ter o Espírito Santo como nosso guia e companheiro. Quando Hyrum Smith procurou tornar-se engajado nesta obra dos últimos dias, o Senhor disse: “Eis que esta é a tua obra: Guardar meus mandamentos, sim, com todo teu poder, mente e força”.2 Esse é o ponto inicial. O conselho que foi dado pelo Senhor a Hyrum é o mesmo que Ele deu aos santos em todas as eras.

Falando aos professores de hoje, a Primeira Presidência declarou: “A parte mais importante de seu serviço será sua própria preparação espiritual, incluindo a oração, o estudo das escrituras e a obediência aos mandamentos. Incentivamos vocês a dedicarem-se à aplicação prática do evangelho com maior propósito do que antes”.3

É significativo que a Primeira Presidência não tenha dito que a parte mais importante de seu serviço é preparar bem a lição ou dominar as várias técnicas didáticas. É claro que vocês precisam preparar-se diligentemente para cada lição e esforçar-se para aprender como podem ensinar de modo a ajudar seus alunos a exercer o arbítrio e a permitir que o evangelho entre no coração deles, mas a parte mais importante e crucial de seu serviço é sua preparação espiritual pessoal. Se seguirem esse conselho, a Primeira Presidência prometeu: “O Espírito Santo vai ajudá-los a saber o que fazer. Seu próprio testemunho vai crescer, sua conversão vai se aprofundar e vocês serão fortalecidos para enfrentar os desafios da vida”.4

Que maiores bênçãos poderia um professor desejar?

Em seguida, o Senhor ordenou que, antes de procurarmos declarar Sua palavra, precisamos buscar obtê-la.5 Vocês precisam tornar-se homens e mulheres de sã compreensão, examinando diligentemente as escrituras e entesourando-as em seu coração. Depois, ao pedirem a ajuda do Senhor, Ele os abençoará com Seu Espírito e Sua palavra. Vocês terão o poder de Deus para convencer os homens.

Paulo disse que o evangelho chega aos homens de duas maneiras, por meio da palavra e do poder.6 A palavra do evangelho está escrita nas escrituras e podemos obter a palavra examinando-a diligentemente. O poder do evangelho entra na vida daqueles que vivem de modo que o Espírito Santo seja seu companheiro e que seguem a inspiração que recebem. Alguns concentram sua atenção somente na obtenção da palavra e se tornam especialistas em transmitir informações. Outros negligenciam sua preparação e esperam que o Senhor, em Sua bondade, de alguma forma os ajude durante o período da aula. Vocês não podem esperar que o Espírito os ajude a lembrar das escrituras e dos princípios que não estudaram nem ponderaram. Para ter sucesso ao ensinar o evangelho, vocês precisam ter tanto a palavra quanto o poder do evangelho em sua vida.

Alma compreendia esse princípio quando se regozijou com os filhos de Mosias e como eles ensinavam com poder e autoridade de Deus. A escritura diz:

“Eram homens de grande entendimento e haviam examinado diligentemente as escrituras para conhecerem a palavra de Deus.

Isto, porém, não é tudo; haviam-se devotado a muita oração e jejum; por isso tinham o espírito de profecia e o espírito de revelação”.7

Depois, vocês precisam aprender a ouvir. O Élder Jeffrey R. Holland ensinou esse princípio aos missionários. Vou citar as palavras do Élder Holland, mas tomei a liberdade de substituir os termos missionários e pesquisadores respectivamente pelos termos professores e alunos: “A coisa que vem logo em seguida à responsabilidade que os [professores] têm de ouvir o Espírito é a responsabilidade que têm de ouvir os [alunos]. (…) Se ouvirmos com ouvidos espirituais, (…) [nossos alunos] vão nos dizer quais lições eles precisam ouvir”.

O Élder Holland prosseguiu, dizendo: “O fato é que os [professores] ainda estão por demais concentrados em transmitir uma lição confortável e repetitiva em vez de concentrar-se em seus [alunos] como pessoas e indivíduos”.8

Depois de prepararem a si mesmos e sua lição da melhor forma que são capazes, vocês precisam estar dispostos a mudar de planos. Quando os serenos sussurros do Espírito Santo chegarem, é preciso ter a coragem de deixar de lado seus esboços e suas anotações e seguir para onde esses sussurros os levarem. Quando fizerem isso, a lição que transmitirem não será mais a sua lição, mas se tornará a lição do Salvador.

À medida que vocês se dedicarem a viver o evangelho com mais propósito do que nunca e a examinar as escrituras, entesourando-as em seu coração, esse mesmo Espírito Santo, que revelou aquelas palavras aos apóstolos e profetas do passado, vai testificar para vocês a veracidade delas. Em essência, o Espírito Santo vai revelá-las novamente para vocês. Quando isso acontecer, as palavras que vocês lerem já não serão mais as palavras de Néfi, ou de Paulo, ou de Alma, mas se tornarão as suas palavras. Então, ao ensinar, o Espírito Santo será capaz de trazer todas as coisas a sua lembrança. De fato: “Naquela mesma hora, sim, naquele mesmo momento, ser-vos-á dado o que dizer”.9 Quando isso acontecer, vocês se verão dizendo coisas que não haviam planejado dizer. Então, se prestarem atenção, vocês aprenderão algo com as coisas que disserem ao ensinar. O Presidente Marion G. Romney disse: “Sempre sei quando estou falando sob a inspiração do Espírito Santo porque sempre aprendo algo com o que eu disse”.10 Lembrem-se: o professor também é aluno.

Por fim, vocês precisam ser uma testemunha independente das coisas que ensinam e não apenas um eco das palavras do manual ou do pensamento de outras pessoas. Ao se banquetearem com as palavras de Cristo e se esforçarem para viver o evangelho com mais propósito do que nunca, o Espírito Santo lhes manifestará que as coisas que vocês estão ensinando são verdadeiras. Esse é o espírito de revelação, e esse mesmo espírito levará sua mensagem ao coração daqueles que desejam recebê-la.

Encerremos agora por onde começamos — no Bosque Sagrado. Como resultado do que aconteceu naquela bela manhã de primavera há não muito tempo, vocês estão autorizados a ensinar com o poder e a autoridade de Deus. Disso presto meu solene e pessoal testemunho em nome de Jesus Cristo. Amém