2000–2009
Viver o Evangelho Mais Plenamente
Notas de rodapé
Tema

Viver o Evangelho Mais Plenamente

Que trabalho extraordinário vocês estão fazendo, fiéis santos dos últimos dias do mundo todo, que levam no coração um testemunho firme e inabalável.

Que momentos maravilhosos passamos juntos, meus amados irmãos e irmãs! É de fato algo maravilhoso poder desligar-se do mundo, e reservar dois dias para refletir sobre coisas divinas.

Ocupamo-nos demais com as preocupações do mundo, que nos puxam de um lado para outro. Nós precisamos, o mundo precisa, de uma oportunidade para meditar e refletir sobre as coisas de Deus e ouvir palavras que inspiram e ajudam.

Nosso testemunho fortaleceu-se e isso é bom, pois como disse o Presidente Harold B. Lee, certa vez: “Nosso testemunho precisa renovar-se a cada dia”.1

Sinto-me satisfeito porque os santos dos últimos dias têm, no coração, o desejo de fazer o que é certo, de viver segundo a maneira que o Senhor delineou para nós. Fomos lembrados de muitas dessas coisas durante esta conferência.

Espero que quando voltarmos para casa, antes de nos recolhermos à noite, cada um de nós ajoelhe-se e expresse sua gratidão, e peça forças para viver o evangelho mais plenamente como resultado desta conferência.

Agradeço pela música belíssima do coro, eles cantaram maravilhosamente. Esta é uma organização grandiosa e dedicada, e agradecemos a todos os que tão generosamente oferecem seu tempo e talentos nesse grande empreendimento. Agradeço pela música de ontem, do coro dos solteiros; foi muito inspirador. E o lindo coro da noite passada, dos rapazes do Centro de Treinamento Missionário, que veio aqui e cantou para nós com grande vigor. Muito obrigado pelo que nos ofereceram.

Gostaria agora de ler, para terminar, algumas palavras de Morôni:

“E desperta e levanta-te do pó, ó Jerusalém; sim, e veste-te com teus vestidos formosos, ó filha de Sião; e fortalece tuas estacas e alarga tuas fronteiras para sempre, a fim de que já não sejas confundida, para que se cumpram os convênios que o Pai Eterno fez contigo, ó casa de Israel!

Sim, vinde a Cristo, sede aperfeiçoados nele e negai-vos a toda iniqüidade; e se vos negardes a toda iniqüidade e amardes a Deus com todo o vosso poder, mente e força, então sua graça vos será suficiente; e por sua graça podeis ser perfeitos em Cristo; e se pela graça de Deus fordes perfeitos em Cristo, não podereis, de modo algum, negar o poder de Deus.” (Morôni 10:31–32)

Como resultado desta grande conferência, cada um de nós deverá ser um homem melhor, uma mulher melhor, um rapaz melhor ou uma moça melhor. Muito obrigado, meus irmãos e irmãs, por seu grande esforço em levar adiante esta obra. Que trabalho extraordinário vocês estão fazendo, fiéis santos dos últimos dias do mundo todo, que levam no coração um testemunho firme e inabalável da realidade do Deus vivo e do Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador e Redentor, e de Seu aparecimento nesta dispensação, para iniciar novamente uma nova e grande era da história do mundo, em preparação para o tempo em que o Filho de Deus virá reinar como Senhor dos senhores e Rei dos reis!

Que as bênçãos dos céus repousem sobre vocês, queridos amigos. Oro para que as coisas que ouviram e viram façam a diferença em sua vida. Oro para que cada um de nós seja um pouco mais gentil, um pouco mais solícito, um pouco mais cortês. Oro para que possamos manter nossa língua sob controle e não deixemos que a raiva nos faça dizer palavras ásperas, das quais nos arrependamos depois. Oro para que possamos ter a força e o desejo de oferecer a outra face, de caminhar a segunda milha, e soerguer os joelhos enfraquecidos dos que se encontram em aflição.

Este evangelho é algo muito pessoal. Não se trata de um conceito distante. Ele se aplica à nossa vida. Pode modificar nossa própria natureza.

Que Deus os abençoe, meus companheiros maravilhosos e fiéis, nesta grande obra. Que Sua paz e Seu amor estejam com vocês e emoldurem sua vida com a essência da divindade.

Ao voltarmos para casa, oro para que, em nosso coração, exista a determinação de vivermos juntos o mais plenamente que pudermos, como santos dos últimos dias. Deixo-lhes meu amor e minha bênção, no nome sagrado do Senhor Jesus Cristo. Deus os guarde até que nos encontremos novamente. Obrigado. Amém.