2000-2009
    Mulher de Fé
    Notas de rodapé
    Theme

    Mulher de Fé

    Uma mulher de fé confia em Deus (…). Sabe que Ele Se interessa por sua vida. Sabe que Ele a conhece. Ama Suas palavras e bebe sofregamente dessa água viva.

    Amo o Senhor Jesus Cristo e Sua Igreja, que foi restaurada à Terra em nossa época. Entesouro os ensinamentos de Sua vida santa, do bebê recém-nascido ao homem ressurreto, o Filho de Deus.

    Nas páginas da Bíblia acompanhei-O em minha mente à medida que “crescia em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens”.1 Em minhas leituras, eu estive presente quando Ele ressurgiu dos mortos, curou os doentes, alimentou 5.000, trouxe consolo e esperança e todo um processo para a paz no mundo que Ele mesmo criou. Perdoou àqueles que zombaram Dele, torturaram-No e crucificaram-No — pois não sabiam o que estavam fazendo. Vi o amor e o cuidado divinos que dedicou à mãe, embora sofrendo Ele mesmo a suprema agonia. Sobrepujou a morte, e podemos fazer o mesmo. Preparou um lugar para nós no céu, junto ao nosso Pai Celestial. Ele ensinou-nos o plano de felicidade e deu-nos uma visão do que é esse plano, e a esperança de segui-lo. Ele foi o exemplo máximo de uma vida de sacrifício e de serviço para cumprir o plano de Deus, Seu Pai.

    A mulher SUD que, em seu dia-a-dia, segue o exemplo deixado por Cristo, passa a cumprir o plano que nosso Pai Celestial traçou para ela. Assim agindo, ela pode tornar-se uma grande e constante influência no mundo de hoje e enfrentar desafios da mortalidade. Conheci mulheres assim, e elas são estrelas-guia para mim. A mulher SUD que segue a Cristo, é uma verdadeira cristã, na melhor acepção da palavra. Ela é uma mulher de fé que confia em Deus, é confiante e destemida.

    Uma mulher de fé confia em Deus e encara a adversidade com esperança. Sabe que Ele Se interessa por sua vida. Sabe que Ele a conhece. Ama Suas palavras e bebe sofregamente dessa água viva. Ela sente gratidão pelo profeta que Ele chamou nestes últimos dias, confia em seus conselhos e os segue, pois sabe que assim fazendo, encontrará segurança e paz. Na oração ela busca a orientação e o auxílio bondoso e inabalável de um Pai Celestial sempre disposto a ouvir. Ao orar, ela escuta — permitindo que a comunicação seja feita em duas direções. E tem confiança que Ele, com mansidão e brandura, a conduza pela mão e responda às suas orações.2

    A mulher de fé é confiante porque entende o plano divino de nosso Pai Celestial e o papel que ela representa para abençoar vidas. Ela tem confiança de que todo sacrifício feito é válido, na perspectiva eterna. Ela sabe o significado do sacrifício por conhecer a vida do Salvador. Sabe que o sacrifício que faz pode ser pequeno, se comparado ao Dele, mas sabe também que o Pai Celestial compreende e valoriza o que ela faz para fortalecer seu lar, sua família e o mundo onde vive. Sua confiança cresce porque ela é virtuosa e amável e graciosa, o que é muito melhor do que ser bela. Seus motivos são puros. É amorosa, gentil e bondosa. O coração do marido e o dos filhos confiam nela completamente.3 Do mesmo modo as crianças, jovens ou mulheres a quem foi chamada para ensinar, liderar, servir e amar — todos são envolvidos por ela devido ao espírito especial que ela irradia. É a imagem de Deus, que resplandece em seu semblante, tornando-o agradável e importante.4 Ela tem confiança de que sua forma de agir reflete um caráter e um registro de desempenho que será convidado a apresentar-se diante de seu Pai Celestial. Ela poderá fazê-lo compreendendo que lá é seu verdadeiro lugar, que Ele a conhece bem, que a ama, que lhe dá valor e a tem como um tesouro, para todo o sempre.

    A mulher de fé nada teme. Não teme mal algum, pois Deus está ao seu lado.5 Não existe ambigüidade, não há trunfos incertos em sua vida. Sua vida é fundamentada em princípios pois estuda a doutrina e os ensinamentos de um mestre perfeito, o Divino Mestre. Ela é um exemplo de nobreza a todos os que a conhecem. Não é ainda completamente perfeita, é claro. Não porque não possua princípios perfeitos ou o exemplo perfeito que é Cristo, mas porque é humana. Ela fica longe das más influências e das coisas impuras, e se tais coisas invadem seu território, age como uma leoa em defesa dos filhotes. A destemida mulher de fé tem coragem de falar com os filhos sobre as práticas que podem destruí-los. E eles não só a ouvem expressar suas convicções, mas veêm serem aplicadas no dia a dia pela forma como se veste, nas coisas que assiste ou lê, no modo como desfruta dos momentos de lazer, naquilo que ama e nas coisas de que acha graça, nas pessoas ao seu redor, no modo como age em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares. Ela possui um estilo peculiar, que é agradável, alegre, brilhante e bom. Nossas meninas e nossas jovens podem confiar completamente em seu exemplo. Oramos para que elas também se tornem destemidas ao buscarem o que edifica as pessoas, o que é positivo, alegre e decente, pois elas são nosso futuro.

    Sejamos gratas pelas mulheres de fé em nossa vida. A mulher de fé ama o Senhor. E quer que Ele saiba disso por meio da vida que leva, das palavras que fala, do serviço que presta aos filhos Dele, por meio de cada ação que pratica. Ela sabe que Ele a ama, embora seja imperfeita e ainda esteja esforçando-se para ser melhor. Sabe que quando faz o melhor que pode, isso já é o suficiente, segundo nos disse o Presidente Hinckley.6

    A mulher de fé é abençoada com a presença a seu lado, de homens fiéis que possuem o sacerdócio de Deus e respeitam esse privilégio — seu bispo, o pai, o marido, irmãos, filhos. Eles a valorizam e aos dons divinos que Deus entregou à Sua filha. Eles a apóiam e incentivam, e compreendem a grande missão de sua vida. Eles a amam, e a abençoam. Em contrapartida, são abençoados por essa mulher de fé, enquanto caminham pela estrada da vida em sua companhia. Eles sabem, como consta das escrituras, que “melhor é serem dois do que um (…) Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro”.7

    Quero expressar minha gratidão pelas maravilhosas mulheres de fé, grandes homens de nobreza e minha querida família que me ajudaram e inspiraram em minha vida. Eles têm sido para mim uma bênção especial em meus esforços por cumprir a sagrada responsabilidade que recebi do Senhor, como presidente geral da Organização das Moças.

    Queridos irmãos e irmãs, quero que saibam o quanto os amo e o quanto amo nosso Pai Celestial e Seu Filho Amado, o Senhor Jesus Cristo. Eu os honrarei e servirei, de todo o coração, para sempre, e serei sempre grata por esse privilégio, em nome de Jesus Cristo. Amém.