Ronald A. Rasband

Quórum dos Doze Apóstolos

Após receber seu chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos, o Élder Ronald A. Rasband leu João 15:16: “Não me escolhestes vós a mim, porém eu vos escolhi a vós, e vos designei”.

O Élder Rasband disse: “Tive uma impressão espiritual de que não há nada nesse [chamado] que seja (…) desejo meu. É a vontade do Senhor”.

Aos 19 anos, o Élder Rasband já havia aprendido uma lição semelhante a respeito de se submeter à vontade do Senhor. Ele tinha esperança de servir missão na Alemanha, assim como seu pai e seu irmão mais velho, mas, em vez disso, foi chamado para a Missão Estados do Leste (EUA). Ao buscar as escrituras, ele leu na seção 100 de Doutrina e Convênios:

“Portanto, segui-me e dai ouvidos ao conselho que vos darei.

(…) Uma porta eficaz abrir-se-á nas regiões circunvizinhas nesta região leste. (…)

Portanto, em verdade vos digo: Clamai a este povo” (versículos 2, 3, 5).

Ele recebeu um testemunho de que o Senhor queria que ele servisse na Missão Estados do Leste (EUA).

O Élder Rasband nasceu em 6 de fevereiro de 1951, em condições modestas. “Meu pai era motorista de caminhão [de entrega de pães] e minha querida mãe era [dona de casa]”, disse ele. Ele faz parte de uma família de membros da Igreja há várias gerações e preza muito essa herança.

O Élder Rasband casou-se com Melanie Twitchell em 1973. Eles têm cinco filhos e 24 netos. O Élder Rasband diz que se tornou o homem que é hoje devido à ajuda de sua esposa nos últimos 42 anos. “Minha esposa tomou-me como a argila do oleiro e moldou-me em algo melhor. (…) É sua influência espiritual que me levou não apenas a este belo e especial chamado, mas também a tudo que eu realizei espiritualmente”.

Em 1987, o Élder Rasband tornou-se presidente e diretor de operações de uma indústria química multinacional. Ele aprendeu com seus líderes a ser mais eficaz em seu serviço na Igreja. “Aprendi em minha profissão (…) que as pessoas são mais importantes do que qualquer outra coisa que podemos fazer”. Também “aprendi diversas habilidades de liderança (…) que me serão úteis como Autoridade Geral”.

O Élder Rasband teve muitas oportunidades de usar essas habilidades. Ele serviu como bispo; presidente de missão; Setenta Autoridade Geral desde abril de 2000; supervisor da América do Norte Oeste, Noroeste e de três áreas de Utah; conselheiro na Presidência da Área Europa Central; diretor executivo do Departamento de Templos; membro da Presidência dos Setenta desde 2005 e Presidente Sênior dos Setenta desde abril de 2009.

Suas designações na Igreja fizeram com que ele desenvolvesse um amor pelos santos dos últimos dias em toda parte. Ele diz aos membros: “Sua fé aumentou nossa fé. Seu testemunho fez nosso testemunho crescer e se fortalecer” (p. 90).

O Élder Rasband sente-se humilde de servir como apóstolo do Senhor Jesus Cristo. “Sempre tive o desejo de servi-Lo”, ele disse. “Devotarei meu tempo, meus talentos e tudo o que tenho agora pelo resto de minha vida. Comprometo-me a fazer isso. Sinto-me honrado por fazer isso”.