Deus É Consolador Sem Par

 

Letra

  1. 1. Deus é Consolador sem par,

    Que com potente mão

    A tempestade faz calmar

    E aplaca o tufão!

  2. 2. Profundas minas ocultou,

    De ricos manançiais,

    E seu desejo proclamou

    Dos altos pedestais!

  3. 3. Oh, santos vos encorajai!

    As nuvens de aflicão

    Serão promessas do bom Pai,

    Tesouros de perdão!

  4. 4. Oh, não deveis julgar a Deus,

    Mas, sim, deveis confiar,

    Pois abençoa os filhos seus,

    Por muito os amar!

Letra: William Cowper, 1731–1800

Música: William B. Bradbury, 1816–1868