Lição 29

Davi e Jônatas

Primária 6: Velho Testamento


Propósito

Ajudar as crianças a compreenderem o que fazer para serem um amigo verdadeiro.

Preparação

  1. Em espírito de oração, estude:

    Observação: Na Tradução de Joseph Smith, todas as passagens que dizem que Saul tinha um espírito mau da parte do Senhor foram corrigidas e dizem que o espírito mau não era da parte do Senhor.

  2. Estude a lição e decida como pretende ensinar às crianças as histórias das escrituras. (Ver “Preparação das Aulas”, p. vi, e “Ensinar Usando as Escrituras”, p. vii.) Escolha as perguntas do debate e as atividades complementares que mais ajudem as crianças a alcançarem o propósito da aula.

  3. Faça uma vara de pesca, prendendo um barbante comprido numa das pontas de uma vareta e um clipe para papel, grampo de cabelos ou alfinete na outra para servir de anzol. Faça um caranguejo e vários peixes de papel, conforme o modelo dado no fim da lição. Fure o caranguejo e os peixes de modo que possam ser apanhados com o anzol. Dentro de cada peixe escreva uma qualidade que um verdadeiro amigo precisa ter. Por exemplo: leal, bondoso, compreensivo, prestativo, altruísta, honesto, generoso, etc. Deixe o papel do caranguejo em branco. (Ver atividade motivadora.)

  4. Material necessário:

    1. Uma Bíblia para cada criança.

    2. A vara de pesca, o caranguejo e os peixes que preparou.

    3. Gravura 6–38: Davi e Jônatas

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Atividade Motivadora

Finque os peixes e a vara de pescar no chão. Pergunte às crianças se alguma vez já foram pescar com um amigo. Diga-lhes que nesta pescaria, aprenderão a respeito da amizade. Faça as crianças revezarem-se fisgando os peixes ou o caranguejo. Toda vez que fisgarem um peixe, peça-lhes que leiam o que está escrito nele. Escreva o que elas tiverem lido, no quadro-negro, sob o título “Um Amigo É: “ou cole o peixe, com os dizeres para frente, num cartaz em que esteja escrito o mesmo título. Quando o caranguejo for fisgado, ensine-lhes esta lição sobre caranguejos e verdadeiros amigos.

“Há uma lição maravilhosa ensinada pelos habitantes das ilhas. Quando pegam caranguejos, eles os colocam em uma cestinha rasa. Se só um caranguejo for colocado na cesta ele sai num instante. Se forem colocados dois caranguejos, toda vez que um deles estiver saindo, o outro irá puxá-lo de volta. Será que um verdadeiro amigo é como um caranguejo? Amigos verdadeiros são pessoas que nos ajudam a viver o evangelho de Jesus Cristo. Não importa o quanto nossos amigos sejam populares, divertidos ou espertos, se nos tiram do caminho correto, devemos perguntar-nos: “Eles fazem com que viver o evangelho seja mais fácil? Eles ajudam-me a sair da cesta? Eles sairão [comigo se eu perceber que estamos numa armadilha]? [Robert D. Hales, “This Is the Way; and There Is None Other Way” (Este É o Caminho e Não Há Nenhum Outro), Brigham Young University, 1981–1982, Fireside and Devotional Speeches (Universidade Brigham Young, Discursos de Serões e Devocionais de 1981–1982), (1982), p. 67.]

História das Escrituras

Ensine às crianças a história de Davi e Jônatas, de acordo com as escrituras relacionadas na seção “Preparação”. Use as gravuras quando for oportuno. (Para sugestões de como ensinar a história das escrituras, ver “Ensinar Usando as Escrituras”, p. vii.) No decorrer do debate ajude as crianças a entenderem que:

  • Saul, pai de Jônatas, foi o primeiro rei de Israel e foi ungido pelo profeta Samuel para ser rei.

  • Quando Saul foi chamado para ser rei, era “(…) moço e tão belo que entre os filhos de Israel não havia outro homem mais belo do que ele (…)”. (I Samuel 9:2)

  • Depois de ter-se tornado rei, Saul começou a amar o poder mais do que a obediência às leis de Deus, por isso Samuel profetizou que os filhos de Saul não herdariam o reino. (Ver I Samuel 13:13–14; 15:26, 28.)

  • Samuel ungiu Davi para ser o próximo rei de Israel.

  • Se Saul tivesse permanecido fiel ao Senhor, provavelmente Jônatas teria herdado o trono. Mas Jônatas não demonstrou ciúme quando soube que Davi seria o próximo rei.

Debate

Ao preparar a aula, estude as seguintes perguntas e referências de escrituras. Use as perguntas que mais ajudem as crianças a entender as escrituras e aplicar os princípios em sua vida. Ler e discutir as escrituras durante a aula irá ajudá-las a chegar a seus próprios pontos de vista a respeito do assunto.

• Com quem Davi passou a viver depois de ter matado Golias? (I Samuel 18:2) De que forma Davi demonstrou ser um amigo leal do rei Saul? (I Samuel 18:5) O que Saul permitiu que arruinasse a amizade e amor que tinha por Davi? (I Samuel 18:6–11) Como um verdadeiro amigo se sente com as realizações de outro amigo?

• O que Jônatas, filho de Saul, sentia em relação a Davi? (I Samuel 18:1, 3–4) Por que Jônatas disse a Davi para se esconder? (I Samuel 19:1–2) De que forma Jônatas tentou ajudar o pai a vencer a raiva que sentia por Davi? (I Samuel 19:4–7) Saul prometeu a Jônatas que não faria mal a Davi. O que fez para quebrar a promessa? (I Samuel 19:9–10)

• Jônatas e Davi fizeram um convênio de amizade e paz que deveria estenderse a seus descendentes eternamente. (Ver I Samuel 20:14–17, 42.) O que é um convênio? (É uma promessa solene entre, no mínimo, duas pessoas. Lembre às crianças alguns dos convênios importantes que fazemos com Deus.) Em sua opinião, por que Jônatas e Davi achavam que a amizade entre eles era tão importante a ponto de fazerem um convênio a respeito dela?

• O que Jônatas faria para Davi saber se era seguro voltar à corte de Saul? (I Samuel 20:18–22) Qual foi a reação de Saul à ausência de Davi e ao fato de Jônatas defender o amigo? (I Samuel 20:27, 31–33; diga que por causa da seriedade de seus pecados Saul estava-se afastando do Senhor ainda mais.)

• Quando Jônatas encontrou Davi escondido no bosque, o que fez para ajudálo? (I Samuel 23:16–17) Como podemos fortalecer e encorajar nossos amigos?

• De que forma Davi provou que, apesar de o rei Saul tentar matá-lo seguidas vezes, ainda lhe era leal? (I Samuel 24:9–10) O que devemos fazer quando alguém é mau para nós? O que Saul fez quando Davi poupou-lhe a vida? (I Samuel 24:16–19)

• O que Davi fez quando soube que Jônatas e Saul haviam morrido? (II Samuel 1:11–12) Depois de tornar-se rei, como Davi demonstrou que se lembrava do convênio de amizade que havia feito com Jônatas? (II Samuel 9:1, 3, 6–7, 13)

• De que forma Davi foi um amigo verdadeiro de Saul, mesmo quando Saul deixou de ser seu amigo? Como Davi e Jônatas demonstraram ser verdadeiros amigos? Como podemos ser amigos verdadeiros? Ajude as crianças a compreenderem que a amizade verdadeira cria laços de amor. Faz com que uma pessoa preocupe-se tanto com os desejos da outra quanto com os próprios desejos. O que podemos fazer para desenvolver amizades verdadeiras? Diga que a melhor forma de ter amigos é ser amigo. Lembre às crianças que Jesus Cristo é um verdadeiro amigo. De que forma podemos seguir o exemplo de amizade que Jesus deu?

Atividades Complementares

Você pode usar uma ou mais das atividades abaixo, em qualquer momento da aula, ou como recapitulação, resumo ou desafio.

  1. Se possível, as crianças devem usar todas as palavras relacionadas abaixo no mínimo uma vez quando estiverem preenchendo as lacunas dos parágrafos que se seguem. Faça cópias dos parágrafos para todas as crianças ou escreva-os no quadro-negro e leia as frases para as crianças completarem juntas.

    • sinal

    • convênio

    • segurança

    • perigo

    • flechas

    • três

    Jônatas e Davi fizeram um (1) de amizade e Jônatas disse que descobriria se Davi podia retornar em segurança à corte do rei Saul. Depois de (2) dias Jônatas iria ao campo como se estivesse praticando tiro ao alvo e atiraria (3) (4) . Isso seria um (5) para Davi. Saul ainda estava com raiva de Davi e ficou com raiva de Jônatas, que corria (6) de vida por ter defendido Davi. Depois de desviar-se da lança que o pai atirou nele, Jônatas foi ao campo e atirou (7) (8) . Davi esperava, ansiosamente, o (9) de Jônatas, que seria a ordem dada ao moço que viria ao campo para apanhar as (10) . Se dissesse “Olha que as (11) estão para cá de ti”, isso (12) , mas se dissesse “Olha que as significaria que Davi estava para lá de ti” significaria (13) estão (14) . Depois que o sinal das (15) foi dado o moço foi mandado embora para que Jônatas pudesse ver e falar com o amigo que tanto amava. Ao sair de seu esconderijo e aproximar-se de Jônatas, Davi inclinou-se (16) vezes. Depois de terem-se beijado e abraçado, como era o costume da época, os dois homens renovaram o (17) que deveria durar para sempre entre eles e seus descendentes. (Ver I Samuel 20:12–42.)

    Respostas: sinal—5, 9; convênio—1, 17; segurança—12; perigo—6, 14; flechas—4, 8, 10, 11, 13, 15, 16; três—2, 3, 7, 16

  2. Explique-lhes que um verdadeiro amigo é alguém que os ajuda a tornarem-se pessoas melhores e nunca tenta persuadi-los a fazer coisas erradas. Peça às crianças que falem de ocasiões em que alguém tenha demonstrado ser verdadeiramente amigo delas e pergunte-lhes o que isso as fez sentir. Se desejar pode contar-lhes uma experiência sua.

  3. Espalhe pela sala cinco ou seis papéis de cores diferentes, de modo que toda a turma possa vê-los. Pergunte às crianças qual das cores é a melhor e qual é a pior. Depois que todas responderem explique-lhes que não há cores melhores e cores piores. Elas são apenas diferentes, mesmo que tenhamos uma cor predileta, isso não a torna melhor que as outras. A variedade de cores dá beleza ao mundo e a variedade nas pessoas faz com que ele seja melhor. Peça às crianças que debatam as maneiras pelas quais as pessoas diferem umas das outras. Indique diferenças óbvias, como a cor do cabelo, a cor dos olhos, idade, tamanho e personalidade, mas não deixe de discutir, com tato, outros tipos de diferenças.

    Você pode pedir às crianças que finjam que estão num país onde tudo lhes é estranho para demonstrar como é sentir-se diferente. Os vizinhos comem comidas diferentes, usam roupas diferentes e falam outra língua. Falando em uma língua estrangeira, peça às crianças que façam algo para você. Use os exemplos abaixo ou outros que você conheça.

    Inglês: Please stand up and tell us your name. Alemão: Bitte stehen Sie auf, und sagen Sie uns wie Sie heissen. Francês: Levez-vous, s’il vou plaît. Commant vous appelez-vous? (Em português isso quer dizer: Levante-se e diga seu nome, por favor.)

    • Quem deveríamos escolher para serem nossos amigos? Ajude as crianças a entenderem que se limitarmos nossas amizades àqueles que são como nós, perderemos a oportunidade de ter muitas experiências boas. Diga que em vez de evitar quem for diferente de nós, devemos fazer o possível para compreendê-los. Devemos estar sempre dispostos a ser amigos das pessoas que partilham de nossos valores e ideais.

  4. Diga às crianças que um dos modos de fortalecer a amizade é conhecermos melhor uns aos outros. Para ajudar os membros da turma a conhecerem-se melhor, jogue este jogo:

    Passe uma vasilha com docinhos ou feijões. Peça às crianças que digam o nome de algo de que gostam, peguem um feijão ou doce da vasilha e a passem para outra criança. Continue até que todas as crianças tenham participado pelo menos uma vez.

    Jogo alternativo: Peça às crianças que se sentem formando um círculo. Coloque uma garrafa no chão, deitada, no centro do círculo. Diga algo sobre si mesmo e gire a garrafa. A criança que estiver na direção do gargalo quando a garrafa parar de girar deve dizer algo sobre si mesma e algo de bom que sabe a respeito de alguém da turma (pode ser algo que tenham ficado sabendo durante o jogo ou algo que já sabiam). Peça à criança que gire a garrafa para determinar quem será o próximo a falar.

  5. Recapitule a décima terceira regra de fé e faça um debate sobre o que ela ensina a respeito de ser um verdadeiro amigo.

  6. Cante ou leia “Eu Quero Ser Como Cristo” (Músicas para Crianças, p. 40).

Conclusão

Testemunho e Desafio

Enfatize que, se desenvolvermos as qualidades de um verdadeiro amigo, seremos abençoados com amizades que podem ser eternas. Desafie as crianças a fortalecerem sua amizade com Cristo, guardando Seus mandamentos e lembrando-se sempre Dele.

Sugestão para Atividade com a Família

Incentive as crianças a conversarem com a família a respeito de uma parte específica da lição, como, por exemplo, uma história, pergunta ou atividade, ou ler a “Designação de Leitura Sugerida” em família.

Designação de Leitura Sugerida

Sugira às crianças que estudem, em casa, I Samuel 18:1–4, 20:35–42 para recapitularem a lição.

Convide uma criança para fazer a última oração.