Lição 29

“[Cresceu] o Número dos Discípulos”

O Novo Testamento: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho


Objetivo

Ajudar os alunos a reconhecerem que a obra da Igreja é feita por muitas pessoas, que contribuem com seus talentos e testemunho para fortalecer a Igreja.

Preparação

  1. Leia e pondere as seguintes escrituras e ore a respeito delas:

    1. Atos 6:1–7. Os Doze Apóstolos ordenam sete homens para supervisionarem os trabalhos temporais da Igreja.

    2. Atos 6:8–7:60. Estêvão, um dos sete, testifica perante o Sinédrio. Suas palavras irritam aqueles que o ouvem, e eles o levam para fora da cidade e o apedrejam até a morte.

    3. Atos 8:4–40. Filipe, outro dos sete, prega e realiza milagres em Samaria. Ele ensina e batiza um eunuco etíope.

    4. Atos 8:1–3; 9:1–31. Saulo persegue a Igreja até ter uma visão de Jesus Cristo. Saulo é convertido e batizado e começa a pregar o evangelho.

  2. Leitura adicional: Atos 22:1–16; 26:1–5, 9–18.

  3. Sugestão didática: Lembre-se de que está ensinando uma classe de pessoas. Elas podem diferir muito em suas experiências de vida, tempo de conversão à Igreja, compreensão da doutrina e dos princípios do evangelho, talentos e capacidade e oportunidades educacionais. Procure compreender as diferenças dos alunos e ajude cada pessoa a compreender as verdades ensinadas. (Ver Ensino — Não Há Maior Chamado, pp. 25–31; ver também pp. 39–42.)

Sugestão para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, utilize a seguinte atividade ou uma de sua escolha para começar a lição.

Pergunte aos alunos:

• Que parte de seu corpo acham ser a mais importante? Por quê?

Depois que vários alunos tiverem respondido, pergunte:

• Que membro da Igreja acham que é o mais importante? Por quê?

Deixe que vários alunos respondam. Em seguida, peça a um aluno que leia I Coríntios 12:14–21, e peça a outro que leia I Coríntios 12:12–13. Diga que nesses versículos o Apóstolo Paulo compara os membros da Igreja às partes do corpo. Assim como o pé, a mão, a orelha e o olho são importantes em suas diferentes funções, da mesma forma todos os membros da Igreja são importantes por seus diferentes talentos e capacidades.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Ao ensinar as seguintes passagens das escrituras, discuta como elas podem ser colocadas em prática na vida diária. Incentive os alunos a contarem experiências que estejam relacionadas com os princípios encontrados nas escrituras.

1. Sete homens são ordenados para supervisionar o trabalho temporal da Igreja.

Leia e discuta Atos 6:1–7. Diga que sob a direção dos Apóstolos a Igreja cresceu rapidamente, fazendo conversos em muitas nações. Isso foi motivo de grande júbilo, mas também criou alguns problemas. À medida que a Igreja crescia, os Apóstolos precisaram que outros membros os ajudassem a dirigir a Igreja e a edificar o reino de Deus.

• À medida que a Igreja crescia, alguns grupos dentro dela às vezes tinham desentendimentos entre si. Por que alguns membros gregos reclamaram dos membros hebreus? (Ver Atos 6:1.) Como podemos, como membros da Igreja, resolver desentendimentos e divisões entre nós, quer sejam baseados em diferenças étnicas, econômicas, culturais ou de outra natureza? Por que é importante que superemos essa divisão? (Ver 2 Néfi 26:33; D&C 38:26–27.)

O Presidente Howard W. Hunter disse: “É no entendimento e aceitação dessa paternidade universal de Deus que todos os seres humanos podem melhor apreciar a preocupação de Deus por eles e o vínculo que eles têm entre si. Esta é uma mensagem de vida e amor, que se choca diretamente com as sufocantes tradições fundamentadas em raça, língua, situação econômica ou política, formação acadêmica, ou experiência cultural, pois temos todos a mesma descendência espiritual. Temos uma linhagem divina; toda pessoa é um filho espiritual de Deus”. (A Liahona, janeiro de 1992, p. 20.)

• Como a diversidade de membros enriquece e fortalece a Igreja? Como podemos ser diferentes uns dos outros mas ainda assim manter-nos unidos?

• Os Apóstolos sentiram que não deveriam tomar o tempo da pregação do evangelho para resolver discórdias ou cuidar de outros assuntos temporais. (Atos 6:2) Como eles resolveram esse problema? (Ver Atos 6:3–6.) Por que é importante para que o trabalho na Igreja seja dividido entre muitas pessoas? De que maneira vocês foram abençoados pela oportunidade de servir na Igreja?

• Que mudanças na organização da Igreja o Senhor inspirou os líderes destes últimos dias a efetuar à medida que a Igreja foi crescendo? (As respostas podem incluir os acréscimos feitos aos Quóruns dos Setenta ou a organização da Igreja em áreas presididas por Presidências de Área.) De que modo essas mudanças ajudaram a atender as necessidades dos membros da Igreja em todo o mundo?

2. Estêvão testifica perante o Sinédrio e é apedrejado até a morte.

Discuta Atos 6:8–7:60. Peça aos alunos que leiam alguns versículos em voz alta.

• Estêvão, um dos sete homens chamados para ajudar os Doze Apóstolos, foi preso sob falsas acusações de blasfêmia e levado perante o Sinédrio, o tribunal dos judeus. (Atos 6:11–15; se necessário, explique-lhes que blasfemar é ser irreverente para com Deus ou com as coisas sagradas.) O que Estêvão fez quando se viu diante do Sinédrio? (Ver Atos 7:1–53. Ele contou parte da história dos israelitas.)

• Por que acham que Estêvão enfatizou as obras poderosas do Senhor na história de Israel? Como podemos nos certificar de que não esquecemos dos feitos do Senhor em nossa vida? Como a recordação de bênçãos que recebemos do Senhor no passado nos ajuda a permanecer fiéis no presente?

• Por que acham que Estêvão também enfatizou o freqüente esquecimento de Israel e sua desobediência a Deus? Que comparação Estêvão fez entre seus ouvintes e os antigos israelitas desobedientes? (Ver Atos 7:51–53.) Como as pessoas reagiram a sua comparação? (Ver Atos 7:54.)

• Que visão Estêvão teve antes de terminar de falar? (Ver Atos 7:55–56.) O que as pessoas fizeram quando ele relatou-lhes a visão que tivera? (Ver Atos 7:57–58.) O que as últimas palavras de Estêvão revelam a respeito de sua dedicação? (Ver Atos 7:59–60.)

3. Filipe prega e realiza milagres em Samaria.

Leia e discuta alguns versículos tirados de Atos 8:4–40.

• Filipe, outro dos sete homens escolhidos para ajudar os apóstolos, pregou e realizou milagres em Samaria. Como o povo de Samaria reagiu à mensagem de Filipe? (Ver Atos 8:6–8, 12.) Como essas pessoas receberam o dom do Espírito Santo? (Ver Atos 8:14–17.)

• Um dos conversos samaritanos foi um mágico chamado Simão. A quem Simão dava crédito pelos atos que realizava por meio de mágicas? (Ver Atos 8:9–11.) Quem os Apóstolos davam crédito pelos milagres que realizavam? (Ver Atos 4:7–10.) Por que essa diferença é importante? (Diga que muitas pessoas que competem pela atenção e lealdade dos outros fazem isso para glorificarem-se a si mesmas. Por outro lado, os servos de Deus glorificam a Deus. A compreensão dessa diferença pode ajudar-nos a avaliar as muitas influências a que somos sujeitos na vida.)

• O que Simão fez quando viu os Apóstolos concedendo o dom do Espírito Santo? (Atos 8:18–19) De que maneira Pedro respondeu ao pedido de Simão? (Ver Atos 8:20–23.) De que modo uma pessoa se torna qualificada para receber o poder do sacerdócio? (Hebreus 5:4; D&C 121:36)

O Presidente James E. Faust disse: “O maior de todos os poderes, o poder do sacerdócio, não pode ser conseguido da mesma forma que o poder do mundo. Ele não pode ser comprado nem vendido. (…) O poder do mundo é geralmente usado impiedosamente. Entretanto, o poder do sacerdócio só é invocado por intermédio dos princípios da retidão pelos quais o sacerdócio é governado”. (A Liahona, julho de 1997, p. 49.)

• De que maneira Filipe encontrou-se com o eunuco etíope? (Ver Atos 8:25–29.) Que bênçãos receberam Filipe e o etíope, por Filipe ter seguido o Espírito? (Ver Atos 8:30–38.) Que bênçãos vocês (ou alguém que conhecem) receberam por terem seguido o Espírito?

• De que modo o etíope demonstrou sua humildade? (Ver Atos 8:30–39.) De que modo a humildade nos ajuda a compreender e aceitar a palavra de Deus?

4. Saulo é convertido e batizado e começa a pregar o evangelho.

Leia e discuta alguns versículos de Atos 8:1–3 e 9:1–31. Diga que Saulo era um fariseu que perseguia ativamente os primeiros santos. Ele estava presente durante o apedrejamento de Estêvão (Atos 7:58) e foi responsável pela prisão e morte de muitos membros da Igreja. (Atos 8:3; 22:4) No entanto, teve uma conversão milagrosa e tornou-se um grande missionário.)

• O que fez com que Saulo passasse de perseguidor dos santos para grande servo do Senhor? (Ver Atos 9:1–9, 17.) Explique-lhes que Saulo foi convertido quando ouviu a voz do Senhor. Como podemos ouvir a voz do Senhor? (Ver D&C 1:38; 6:23; 8:2; 18:34–36.) De que modo o fato de ouvirmos a voz do Senhor ajuda-nos a converter-nos?

Lembre a classe que a conversão geralmente é uma experiência calma e gradual, não algo súbito e milagroso como aconteceu com Saulo. O Élder Robert D. Hales disse: “Há ocasiões em que certas pessoas podem ter [uma experiência como a de Saulo], mas, na maioria das vezes, a conversão ocorre somente depois que o estudo, a oração, as experiências e a fé tiverem nos ajudado a cultivar o testemunho e a conversão”. (A Liahona, julho de 1997, p. 91.)

• O Élder Ezra Taft Benson disse que a pergunta de Paulo: “Senhor, que queres que eu faça?” — é a pergunta mais importante que podemos fazer nesta vida. (Conference Report, outubro de 1972, p. 53; ou Ensign, janeiro de 1973, p. 57.) Por que é tão importante que façamos essa pergunta? Como vocês foram abençoados ao se submeterem à vontade do Senhor a seu respeito?

• Por que Ananias hesitou em ir ao encontro de Saulo? (Ver Atos 9:10–14.) Por que Ananias foi, apesar de seus temores? (Ver Atos 9:15–16.) O que aprendemos com a atitude de Ananias? (As respostas podem incluir que Deus nos dá coragem para fazer tudo o que pede que façamos e que nunca devemos desistir de uma pessoa, mesmo que ela pareça estar fora do alcance da ajuda espiritual.)

• O que Ananias fez por Saulo? (Ver Atos 9:17–18.) O que Saulo fez depois que foi batizado? (Ver Atos 9:19–22, 26–29.) Que responsabilidades temos depois de termos sido convertidos ao evangelho de Jesus Cristo? (Ver Lucas 22:32; João 8:31; Mosias 18:8–10; D&C 88:81.)

Conclusão

Enfatize que, como Estêvão, Filipe e Saulo, estamos vivendo em uma época em que a Igreja está crescendo rapidamente. Testifique-lhes que o Senhor deseja que todos sirvamos em Seu reino que está crescendo. Incentive os alunos a reconhecerem e valorizarem as diferentes qualidades, talentos e experiências com que cada um dos membros da ala ou ramo contribui para o serviço do Senhor.

Outras Sugestões Didáticas

Sugere-se o seguinte material para complementar a aula. Você pode usar uma dessas idéias ou ambas como parte da lição.

1. “Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.” (Atos 9:5)

• Peça a um aluno que leia Atos 9:5. O que significa “recalcitrar contra os aguilhões”? (Resistir às ordens ou instruções. Uma vara pontuda é às vezes usada para espetar os animais e fazê-los moverem-se mais rapidamente ou em determinada direção. Se o animal der um coice na vara, irá machucar-se ainda mais.) De que modo as ações de Saulo antes de sua visão foram prejudiciais a ele? De que modo nos ferimos quando lutamos contra a verdade?

2. Atividade para os jovens

Escreva as seguintes palavras em tiras de papel ou no quadro-negro: Ananias, autoridade, mal, olhos, Espírito Santo, luz, pregar, escamas, espantado, trêmulo, vaso, voz.

Peça aos alunos que estudem Atos 9:1–22 e descubram o significado e a ordem dessas palavras na história da conversão de Saulo. Depois, peça-lhes que contem a história, usando todas as palavras.