Lição 23

“Que Vos Ameis Uns aos Outros; como Eu Vos Amei a Vós”

O Novo Testamento: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho


Objetivo

Inspirar os alunos a seguirem o exemplo de Jesus, amando e servindo ao próximo.

Preparação

  1. Leia e pondere as seguintes escrituras e ore a respeito delas:

    1. Lucas 22:7–30. Jesus reúne-se com Seus Doze Apóstolos para comemorar a Páscoa. Ele institui o sacramento e ensina os Apóstolos que eles devem servir uns aos outros.

    2. João 13. Jesus lava os pés dos Apóstolos e ordena que amem uns aos outros.

    3. João 14:1–15; 15. Jesus ensina: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida”. Ele Se compara à videira, e Seus discípulos, aos ramos da videira. (Observação: Os versículos dos capítulos 14 e 15 que se referem ao Consolador serão discutidos na lição 24.)

  2. Leitura adicional: Mateus 26:1–5, 14–35; Marcos 14:1–2, 10–31.

  3. Se for utilizar a atividade motivadora, peça a um solista ou a um grupo de adultos ou crianças que cante “Amai-vos Uns aos Outros” (Hinos, nº 197) no início da aula. Se isso não for possível, providencie uma gravação do hino ou faça os preparativos necessários para que os alunos cantem esse hino juntos.

  4. Se o seguinte material estiver disponível, utilize-o na lição:

    1. A gravura A Última Ceia (Pacote de Gravuras do Evangelho 34730 059 – 225) e Jesus Lava os Pés dos Apóstolos (Pacote de Gravuras do Evangelho 34730 059 – 226)

    2. Uma plantinha para ilustrar a discussão de João 15:1–8.

  5. Sugestão didática: Cantar ou tocar um hino do hinário ou da Primária relacionado ao tema da lição é uma boa maneira de fazer com que o Espírito esteja presente na aula. O Senhor disse: “Porque a minha alma se deleita com o canto do coração; sim, o canto dos justos é uma prece a mim e será respondido com uma bênção sobre sua cabeça”. (D&C 25:12; ver também Colossenses 3:16.) Os hinos do hinário e da Primária também podem ajudar os alunos a aprenderem as doutrinas do evangelho. (Ver Ensino — Não Há Maior Chamado, pp. 137–138.)

Sugestão para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, utilize a seguinte atividade ou uma de sua escolha para começar a lição.

Peça ao solista ou ao grupo que cante “Amai-vos uns aos outros”, toque a gravação desse hino ou faça com que os alunos o cantem juntos. (Ver a seção “Preparação”.)

Explique-lhes que a letra do hino baseia-se em João 13:34–35. Peça aos alunos que abram na escritura e peça a um deles que a leia em voz alta. Explique-lhes que Jesus proferiu essas palavras na Última Ceia. Esta lição falará sobre esse mandamento e outras coisas que Jesus disse e fez durante Sua reunião com os Apóstolos.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Ao ensinar as seguintes passagens das escrituras, discuta como as palavras e ações do Salvador durante a Última Ceia mostraram Seu amor pelos Apóstolos e por nós. Ajude os alunos a compreenderem que Jesus quer que sigamos Seu exemplo, amando e servindo uns aos outros.

1. Jesus institui o sacramento.

Discuta Lucas 22:7–30. Peça aos alunos que leiam em voz alta alguns versículos. Explique-lhes que a ceia de Páscoa que Jesus e Seus Apóstolos comeram juntos, na véspera da crucificação de Jesus, freqüentemente é chamada de a Última Ceia. Mostre a gravura de A Última Ceia.

• Quando Jesus e Seus Apóstolos se reuniram para a ceia de Páscoa, Jesus instituiu a ordenança do sacramento. O que Ele disse aos Apóstolos a respeito do propósito do sacramento? (Ver Lucas 22:19–20. Ele deveria ser tomado para ajudá-los a lembrá-los Dele e de Seu sacrifício expiatório.) De que modo o sacramento os ajuda a lembrarem-se do Salvador?

O Élder Jeffrey R. Holland disse: “Desde a experiência do cenáculo, na véspera do Getsêmani, e do Gólgota, os filhos da promessa estão sob o convênio de lembrar-se do sacrifício de Cristo de uma forma mais nova, mais elevada, mais santa e mais pessoal. (…) Se lembrar é nossa principal tarefa, o que devemos ter em mente quando os simples e preciosos emblemas nos são oferecidos?” (A Liahona, janeiro de 1996, pp. 74, 75.)

Discutam sobre as respostas da pergunta do Élder Holland, incluindo algumas das seguintes coisas que o Élder Holland sugeriu que deveríamos lembrar a respeito do Salvador (A Liahona, janeiro de 1996, pp. 75–76.)

  1. Seu amor e força no Grandioso Conselho dos Céus.

  2. Que Ele é o Criador do céu e da Terra.

  3. Tudo o que Ele fez em Sua vida pré-mortal como Jeová.

  4. A simples grandiosidade de Seu nascimento.

  5. Seus ensinamentos.

  6. Seus milagres e curas.

  7. Que “todas as coisas boas vêm de Cristo”. (Morôni 7:24)

  8. O tratamento rude, a rejeição e injustiça que teve de suportar.

  9. Que Ele desceu abaixo de todas as coisas para ascender acima delas.

  10. Que Ele fez esses sacrifícios e suportou esses sofrimentos por nós.

• Por que é importante que tomemos o sacramento todas as semanas? Como podemos preparar-nos espiritualmente antes de tomar o sacramento?

• Na Última Ceia os Apóstolos novamente contenderam sobre “qual deles parecia ser o maior”. (Lucas 22:24; ver também Mateus 18:1; Lucas 9:46.) De que modo freqüentemente desejamos ser considerados maiores do que os outros? Como podemos vencer esses sentimentos?

• O que o Senhor ensinou a respeito da verdadeira grandiosidade? (Ver Lucas 22:25–27; ver também Mateus 20:25–28.) Como Ele próprio foi um exemplo desse ensinamento? Como podemos seguir Seu exemplo?

2. Depois de lavar seus pés, Jesus ordenou aos Apóstolos que amassem uns aos outros.

Leia e discuta alguns versículos de João 13. Mostre a gravura de Jesus lavando os pés dos Apóstolos. Explique-lhes que depois de Jesus e Seus Apóstolos terem terminado a Última Ceia, Jesus lavou os pés de cada um dos Apóstolos. (João 13:4–5) Essa tarefa geralmente era realizada por um servo na chegada de um convidado. Uma das razões pelas quais Jesus fez isso foi para ensinar a Seus Apóstolos a serem humildes e a servirem.

• Por que acham que Simão Pedro recusou-se a deixar que Jesus lavasse Seus pés? (Ver João 13:6, 8. Ele achou que não era certo que o Senhor agisse como servo.) O que Jesus respondeu? (Ver João 13:8.)

• Qual disse Jesus aos Apóstolos ser o motivo pelo qual Ele havia lavado seus pés? (Ver João 13:12–17. Ele disse-lhes que deveriam seguir Seu exemplo e servir ao próximo.) De que maneira vocês sentiram alegria quando serviram ao próximo?

• O que podemos aprender com as palavras e ações de Jesus a respeito das qualidades de um bom líder? Como podemos seguir Seu exemplo quando estivermos ocupando cargos de liderança?

• Durante a Última Ceia, Jesus disse várias vezes a Seus discípulos que amassem uns aos outros. (João 13:34–35; 15:12, 17) Quais são algumas coisas específicas que podemos fazer para seguir o exemplo do amor de Cristo?

3. Jesus ensina: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida” e “Eu sou a videira verdadeira”.

Discuta João 14:1–15; 15. Peça aos alunos que leiam alguns versículos em voz alta.

• Por que Tomé ficou preocupado quando Jesus disse aos Apóstolos: “Vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho”? (Ver João 14:4–5.) O que Jesus disse a Tomé? (Ver João 14:6.) Por que Jesus é o único caminho pelo qual podemos ir ao Pai Celestial?

• Jesus ensinou Seus discípulos a demonstrarem seu amor pelos outros servindo. O que Ele lhes ordenou que fizessem para demonstrar seu amor por Ele? (Ver João 14:15.) De que modo nossa obediência demonstra o amor que sentimos pelo Senhor?

• Ao ensinar Seus apóstolos, Jesus usou o símbolo de uma videira. (João 15:1–8) Quem simboliza a videira? E o lavrador? E as varas? (Ver João 15:1, 5.)

Se tiver levado uma plantinha para a classe, mostre-a neste ponto da aula.

• O que acontece a uma folha ou ramo que for separada do restante da planta? De que maneira nosso relacionamento com o Salvador se assemelha à relação entre uma folha ou ramo e o corpo da planta?

• Na comparação do Salvador, o que o lavrador faz com as varas da videira que não produzem frutos? (Ver João 15:2.) O que Ele faz com as varas que produzem frutos? De que modo isso se aplica a nós?

• Jesus ensinou: “Quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer”. (João 15:5) Como vocês comprovaram a veracidade dessa declaração?

• De acordo com João 15:13, qual é uma das maiores demonstrações de amor? O que isso nos diz a respeito do amor que o Salvador tem por nós?

Conclusão

Testifique-lhes que Jesus Cristo nos ama e quer que amemos e sirvamos uns aos outros. Desafie os alunos a lembrarem-se da Expiação de Cristo e de Seu amor por nós durante o sacramento, todas as semanas.

Outras Sugestões Didáticas

Sugere-se o seguinte material para complementar a aula. Você pode usar uma ou mais dessas idéias como parte da lição.

1. Tomar sobre nós o nome de Cristo

Durante a discussão a respeito do sacramento, inclua as seguintes questões a respeito de tomarmos sobre nós o nome de Cristo. Algumas das respostas sugeridas foram adaptadas de um discurso proferido pelo Élder Dallin H. Oaks, na conferência geral de abril de 1985. (Ver A Liahona, julho de 1985, pp. 89–92.)

• Quando tomamos sobre nós o nome de Cristo?

  1. Quando somos batizados em Sua Igreja. (2 Néfi 31:13; Mosias 25:23; Morôni 6:3; D&C 18:22–25; 20:37)

  2. Quando renovamos nossos convênios batismais ao tomar o sacramento. (Morôni 4:3; 5:2; D&C 20:77, 79)

  3. Quando proclamamos que acreditamos Nele.

  4. Quando tomamos sobre nós a autoridade para agir em Seu nome e exercemos essa autoridade.

  5. Quando participamos das sagradas ordenanças do templo.

• O que prometemos quando tomamos sobre nós o nome de Cristo?

  1. Indicamos nossa disposição de realizar o trabalho de Seu reino e nossa determinação de servi-Lo até o fim. (D&C 20:37; Morôni 6:3)

  2. Prometemos segui-Lo com real intenção, obedecendo a Ele e arrependendonos de nossos pecados. (2 Néfi 31:13; Mosias 5:8)

• O que Jesus Cristo nos promete quando tomamos sobre nós o Seu nome? (Tornamo-nos Seus filhos e filhas, sendo chamados por Seu nome. Aqueles que são chamados por Seu nome no último dia serão exaltados; ver Mosias 5:7–9; 15:12; Alma 5:14; 3 Néfi 27:5–6; D&C 76:55, 58, 62.)

2. Fita de vídeo

O quinto segmento de “Costumes do Novo Testamento”, do vídeo Novo Testamento — Apresentações de Vídeo (53914 059), inclui informações a respeito das festas da época do Novo Testamento. Esse segmento poderá ajudar os alunos a imaginarem a cena da Última Ceia e compreender a descrição de que o discípulo estava “reclinado no seio de Jesus”. (João 13:23)

3. Apresentação dos alunos

Certas comparações, como “Eu sou a videira verdadeira”, podem ser difíceis de compreender para algumas pessoas, particularmente os jovens. Para uma ilustração mais pessoal do amor que Jesus Cristo tem por nós, convide um ou dois alunos a contarem uma experiência em que sentiram o amor do Salvador dar-lhes força, da mesma forma que uma videira dá força a seus ramos ou folhas. Faça o convite com pelo menos uma semana de antecedência e incentive os alunos a buscarem a inspiração do Espírito Santo para escolherem uma experiência que seja adequada para ser contada.