Lição 10

“Tomai sobre Vós o Meu Jugo, e Aprendei de Mim”

O Novo Testamento: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho


Objetivo

Ajudar os alunos a compreenderem que quando tomamos sobre nós o jugo do Salvador e cumprimos com a vontade Dele, teremos a paz e a alegria que Ele prometeu.

Preparação

  1. Leia e pondere as seguintes escrituras e ore a respeito delas:

    1. Mateus 11:28–30. Jesus convida todos que estão cansados e oprimidos a achegarem-se a Ele, tomarem sobre si o Seu jugo e aprender com Ele.

    2. Mateus 12:1–13; Lucas 13:10–17. Jesus declara ser o Senhor do sábado. Ele cura no sábado e é criticado por isso.

    3. Lucas 7:36–50. Uma mulher buscando o perdão lava os pés do Senhor com suas lágrimas; Simão; o fariseu, critica Jesus por deixar uma mulher pecadora tocá-Lo. Jesus ensina a Simão a parábola dos dois devedores e perdoa a mulher.

  2. Leitura adicional: Isaías 58:13–14; Mateus 11:16–19; 12:14–50; 26:6–13; Marcos 2:23–3:12; 14:3–9; Lucas 6:1–11; Doutrina e Convênios 59:9–19.

  3. Se o seguinte material estiver disponível, utilize-o na lição:

    1. “Vinde a Mim”, segmento de sete minutos do vídeo Novo Testamento — Apresentações de Vídeo (53914 059).

    2. A gravura Mary Fielding Smith e Joseph F. Smith atravessando as Planícies (Pacote de Gravuras do Evangelho 34730 059 – 412), que mostra uma parelha de bois unidos por um jugo.

  4. Sugestão didática: Ao preparar cada lição, pondere fervorosamente sobre como incentivar a participação de cada um dos alunos. Demonstrações, pequenos grupos de discussão, representação e dramatização e outras atividades adequadas podem ajudar os alunos a envolverem-se de modo mais ativo. (Ver Ensino — Não Há Maior Chamado, pp. 133, 135, 141–142, 143–144.)

Sugestão para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, utilize a seguinte atividade ou uma de sua escolha no início da lição.

Peça a um aluno que se coloque diante da classe e estenda as mãos. Coloque alguns livros ou outros objetos pesados nas mãos do aluno. Continue a colocar mais objetos em suas mãos até que ele se sinta um pouco sobrecarregado. Pergunte:

• Até onde você conseguiria carregar esse peso antes de parar para descansar? Que preparativos teria que fazer para carregar o peso até uma grande distância?

Explique-lhes que existem muitos tipos de pesos ou cargas. Alguns são físicos, enquanto outros são espirituais ou emocionais e não são fáceis de se ver. Muitas cargas invisíveis podem ser maiores do que podemos suportar sozinhos, fazendonos sentir oprimidos. Esta lição discute como o Senhor pode aliviar nossa carga e proporcionar-nos descanso.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Ao ensinar as seguintes passagens das escrituras, discuta como elas podem ser colocadas em prática na vida. Incentive os alunos a contarem experiências que estejam relacionadas com os princípios encontrados nas escrituras.

1. Jesus convida-nos a tomarmos sobre nós o Seu jugo e aprendermos Dele.

Leia e discuta Mateus 11:28–30.

• O que significa estar “cansado e oprimido”? (Mateus 11:28) Quais são alguns exemplos de cargas que levamos nesta vida? Como o Senhor pode dar-nos “descanso” dessas cargas?

• O que é um jugo? (Mostre a gravura de Mary Fielding Smith e Joseph F. Smith e aponte para a parelha de bois na gravura. Explique-lhes que um jugo é uma estrutura ou barra de madeira que é colocada sobre um ou dois animais que estejam puxando uma carga pesada. O jugo equilibra a carga, tornando-a mais fácil de ser levada. Além de seu significado literal, o conceito de jugo também aparece em muitas escrituras como metáfora de escravidão ou servidão; ver Jeremias 28:2; Alma 44:2.) O que significa tomar sobre nós o jugo de Cristo? (Cumprir humildemente a vontade Dele e permitir que Ele oriente e dirija nossa vida.)

Se for utilizar a apresentação de vídeo “Vinde a Mim”, mostre neste ponto da lição a primeira parte dele. Pare a fita quando o Presidente Howard W. Hunter terminar de falar.

• O Senhor declarou: “Meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mateus 11:30) Em que sentido o jugo do Salvador é suave? Por que algumas pessoas acham que os ensinamentos do Senhor são muito restritivos? De que modo a obediência ao Senhor e o serviço a Ele prestado pode aliviar o nosso fardo?

2. Jesus declara ser o Senhor do sábado.

Discuta Mateus 12:1–13 e Lucas 13:10–17. Convide os alunos a lerem alguns versículos em voz alta.

• O que os fariseus fizeram quando viram os discípulos de Jesus apanhando espigas de milho no sábado? (Ver Mateus 12:1–2. Explique-lhes que a interpretação dos fariseus da lei mosaica ignorava o verdadeiro propósito espiritual do dia do Senhor e, em lugar disso, baseavam-se em tradições que restringiam exageradamente as atividades realizadas no dia do Senhor.) O que o Senhor ensinou em resposta a suas acusações? (Ver Mateus 12:3–8.)

• O que Jesus quis dizer quando declarou: “Misericórdia quero, e não sacrifício”? (Mateus 12:7. Ele queria que as pessoas se concentrassem em amar uns aos outros e não apenas em realizar cerimônias religiosas públicas.) Como podemos usar esse princípio para guiar nossas atividades no dia do Senhor?

• O que Jesus ensinou a respeito do propósito do dia do Senhor quando curou o homem com a mão mirrada e a mulher enferma? (Ver Mateus 12:10–13; Lucas 13:10–17.) O que Ele ensinou a respeito do dia do Senhor em Marcos 2:27–28? (Explique-lhes que a Tradução de Joseph Smith de Marcos 2:26 explica que o dia do Senhor foi estabelecido como um “dia de descanso” e um dia para “glorificar a Deus”.) O que podemos fazer no dia do Senhor para glorificar a Deus? Como o cumprimento do mandamento de santificar o dia do Senhor alivia nosso fardo e nos proporciona descanso?

3. Deus perdoa uma mulher na casa de Simão, o fariseu.

Se for utilizar a apresentação de vídeo “Vinde a Mim”, mostre o restante do segmento neste ponto da lição. Depois leia e discuta alguns versículos de Lucas 7:36–50.

• A mulher que entrou na casa de Simão, o fariseu, carregava o fardo do pecado. (Lucas 7:37) O que fez a mulher que permitiu que Jesus aliviasse o fardo dela? (Ver Lucas 7:38, 44–50.) O que podemos fazer para que o Salvador remova o fardo do pecado de nossa vida?

• Como a mulher pecadora e Simão, o fariseu, diferiam em sua atitude em relação a Jesus? (Contraste o arrependimento, respeito, humildade e amor da mulher com o orgulho, falta de cortesia e a atitude condenatória de Simão. Ver também a citação abaixo.) Por que as qualidades que a mulher possuía são importantes quando nos arrependemos e procuramos o perdão? Como as características de Simão nos impedem de nos arrependermos?

O Élder James E. Talmage ensinou: “Era costume da época tratar os convidados importantes com cuidadosa atenção -— recebê-los com um beijo de boasvindas, providenciar água para lavar a poeira de seus pés, e óleo para ungir os cabelos e a barba. Todas essas atenções foram omitidas por Simão”. (Jesus, o Cristo, p. 253.)

• Como a atitude de Simão em relação à mulher fez com que o fardo dela parecesse ainda mais pesado? Como às vezes fazemos o peso do pecado de outra pessoa parecer mais pesado? O que aprendemos com a resposta que o Salvador deu à mulher?

• Mesmo não tendo sido convidada e correndo o risco de ser maltratada por Simão e as pessoas que moravam em sua casa, a mulher foi diretamente para onde Cristo estava assim que soube onde encontrá-Lo. (Lucas 7:37) O que aprendemos com seu exemplo? Que obstáculos podem impedir-nos de arrepender-nos e achegar-nos a Cristo? Como podemos superar esses obstáculos?

• O que aprendemos com a parábola dos dois devedores? (Ver Lucas 7:41–50.) Como o pecado é comparável a uma dívida? (Ver Lucas 7:44–50.) Como o fato de termos Cristo como nosso “credor” torna nosso fardo mais leve?

Conclusão

Testifique-lhes que podemos decidir tomar sobre nós os fardos do mundo ou o jugo de Jesus. Testifique-lhes que os ensinamentos de Cristo são verdadeiros e que encontraremos descanso se O seguirmos. Incentive os alunos a aprenderem de Cristo e obedecerem a Seus ensinamentos de modo que possam encontrar paz e descanso.

Outras Sugestões Didáticas

Sugere-se o seguinte material para complementar a aula. Você pode usar uma ou mais destas sugestões como parte da lição.

1. A importância da união

Leia e discuta Mateus 12:22–30.

• Como às vezes ficamos divididos em nossa família, lar ou ala? O que podemos fazer para tornar-nos mais unidos?

• Jesus disse aos fariseus: “Quem não é comigo é contra mim”. (Mateus 12:30) Qual o motivo disso?

2. “Toda a palavra ociosa” (Mateus 12:36)

Leia e discuta Mateus 12:33–37.

• O que as palavras que falamos revelam a nosso respeito? Por que Jesus dá tanta importância às palavras que falamos? Quais são alguns exemplos de “palavras ociosas”? (As respostas podem incluir o sarcasmo, os mexericos, as mentiras, os palavrões e a linguagem grosseira.) Como podemos fortalecer nosso compromisso de falar somente da maneira correta?

3. Atividade para os jovens

Prepare para cada aluno uma folha de papel com o seguinte caça-palavras. Depois de ter lido e discutido a designação de leitura, distribua as folhas com o caçapalavras. Peça aos alunos que procurem palavras relacionadas à lição que estão escondidas entre as letras abaixo. As palavras podem aparecer vertical, horizontal ou diagonalmente. Se os alunos precisarem de ajuda depois de alguns minutos, peça-lhes que releiam os versículos que contêm as palavras escondidas (Mateus 11:28–30: fardo, jugo, oprimidos; Mateus 12:1–13: sábado, curar; Lucas 7:36–50: parábola, devedor, perdoar).

P

M

N

H

P

G

V

W

K

N

R

B

H

C

E

O

Q

B

B

M

Z

Z

A

X

S

U

Q

F

A

R

D

O

M

O

P

G

A

R

N

Z

L

X

W

N

E

N

B

N

B

A

O

P

R

I

M

I

D

O

S

S

B

R

P

A

R

A

B

O

L

A

P

A

A

A

W

A

Q

D

X

Z

X

E

G

B

T

Q

E

O

P

E

R

D

O

A

R

A

H

G

U

D

D

E

V

E

D

O

R

D

O

V

F

Y

A

O

A

E

P

Q

P

O

O

U

V

B

R

C

E

N

H

V

V

Q

J

T

N

P

N

N

V

J

U

G

O

N