Setentas autoridades gerais

Os setentas autoridades gerais são líderes da Igreja chamados pela Primeira Presidência para serem “testemunhas especiais”1, para auxiliar os Doze a “[edificar] a Igreja e [regular] todos os seus negócios” e “pregar e administrar o evangelho” em todo o mundo (Doutrina e Convênios 107:25, 34, 38). Eles agem sob as chaves e a direção do Quórum dos Doze Apóstolos. Em uma revelação a Joseph Smith, o Senhor ensinou: “É dever [dos Doze Apóstolos] recorrer aos Setenta (…) quando houver necessidade de auxílio no preenchimento dos diversos chamados para pregar e administrar o evangelho” (Doutrina e Convênios 107:38).

Os setentas autoridades gerais servem em tempo integral na Igreja. Geralmente, são desobrigados no ano em que completam 70 anos e recebem o status de autoridades gerais eméritas. Assim como o Quórum dos Doze, eles viajam para muitos lugares para ensinar o evangelho de Jesus Cristo, para apoiar e aconselhar os líderes da Igreja e ajudar na administração do trabalho missionário, no auxílio humanitário, na construção de templos, na história da família e em outras iniciativas da Igreja. Alguns setentas autoridades gerais servem na presidência dos setenta; outros servem em presidências de área. Muitos setentas moram perto da sede da Igreja e ajudam a conduzir iniciativas importantes da Igreja.

Embora todos os setentas tenham a mesma autoridade, alguns são designados como autoridades gerais e outros são designados como setentas de área.