Ashly Stone
Blog

Venci minha dependência ao viver o evangelho de Jesus Cristo

Ashly Stone
06/04/21 | 4 min ler
Enquanto lutava contra a dependência da heroína, eu não acreditava que conseguiria alcançar a sobriedade a longo prazo. Contudo, ao exercer fé em Jesus Cristo e dar o melhor de mim para segui-Lo, Ele salvou minha vida.

Comecei a beber e a fumar maconha aos 14 anos e me tornei dependente da heroína aos 19. Não me dei conta da segurança que o evangelho de Jesus Cristo me proporcionava até perder meu arbítrio para a dependência.

Passei 15 meses em um centro de isolamento para adolescentes quando tinha 16 anos e tive uma recaída quando saí. Passei a roubar para conseguir dinheiro e comprar drogas e tinha contato limitado com minha família. Cheguei a morar com uma família na qual todos vendiam e usavam drogas. Minha situação era sombria e assustadora. Cheguei ao fundo do poço.

Por muito tempo, achei que não tinha a capacidade de alcançar a sobriedade a longo prazo ou de levar uma vida de paz e realizações. Entretanto, vi a mão de Deus em minha vida em pequenos milagres, como em uma oração feita por mim em uma reunião de recuperação de dependências da Igreja, ao encontrar um marcador de livros do Livro de Mórmon em uma Bíblia antiga e por meio do amor e o apoio sem fim de meu pai. Por meio dessas pequenas mensagens, ouvi a voz de Deus.

Venci minha dependência da heroína e decidi “pôr à prova” e ver o que aconteceria se eu fizesse tudo o que Deus me pedia que fizesse (ver Alma 32:27). Se guardar os mandamentos me fizesse feliz, eu permaneceria sóbria. Abandonar o cigarro e o café e passar pelo processo de arrependimento foi difícil. Porém, eu me senti diferente depois de fazê-lo. Comecei a me sentir segura.

Alguém me enviou um e-mail me incentivando a ler o Livro de Mórmon todos os dias, dizendo que isso me ajudaria a nunca mais voltar a meus antigos hábitos. Desde aquela época, tenho lido o Livro de Mórmon todos os dias, e ele tem ajudado muito.

O presidente Russell M. Nelson disse: “Prometo que, ao estudarem o Livro de Mórmon em espírito de oração todos os dias, vocês tomarão melhores decisões — todos os dias. Prometo que, ao ponderarem sobre o que estudarem, as janelas do céu se abrirão e vocês receberão respostas para suas próprias perguntas e orientação para sua própria vida. Prometo que, ao se aprofundarem diariamente no Livro de Mórmon, vocês serão imunizados contra os males diários, mesmo (…) vícios que entorpecem a mente” (“Como seria sua vida sem o Livro de Mórmon?”, Conferência Geral de Outubro de 2017).

Há poder no Livro de Mórmon. Sou muito grata por ter estado em uma posição na qual não tinha nada a perder. Isso fez com que eu estivesse disposta a dar uma chance a ele. Corações partidos podem ser curados e a dependência pode ser vencida.

Ver o evangelho de Jesus Cristo em ação

Ao longo de meus anos de dependência, participei de reuniões do Programa de Recuperação de Dependências da Igreja e conheci meu marido em uma delas. Toda vez que ia, eu era recebida de braços abertos e me sentia segura. Durante uma reunião, um homem se ofereceu para fazer uma oração especial por mim. Senti o amor de Deus por mim naquela noite. Senti-me digna de ser limpa. Venci a dependência um mês depois.

Já faz quase cinco anos que sou facilitadora no Programa de Recuperação de Dependências. O que mais gosto nas reuniões é poder ver e vivenciar o evangelho de Jesus Cristo em ação. Ninguém precisa se comparar com outras pessoas ou se preocupar com a cultura da Igreja. As pessoas estão lá porque precisam de Deus. Elas estão dispostas a deixar o orgulho de lado para sentir Sua paz.

São nessas reuniões em que sinto o Espírito mais forte do que senti em muitas outras ocasiões de minha vida. Nelas, recebemos amor, apoio e esperança. Sentimos segurança, os problemas são compartilhados e podemos realmente ajudar a carregar os fardos uns dos outros.

Sinto que, quando as pessoas estão no início da recuperação, Deus está muito presente na vida delas. Pequenos milagres acontecem e ternas misericórdias são sentidas regularmente. Creio que são pequenos incentivos de Deus para manter essas pessoas na direção certa.

Tem sido uma honra para mim poder usar a experiência que tive ao me recuperar de uma dependência para dar esperança àqueles que ainda têm dificuldades. Se eu pudesse voltar no tempo, sabendo o que sei agora, escolheria seguir o conselho de nossos líderes da Igreja e decidiria não experimentar drogas ou bebidas alcoólicas. Mas sei que Deus pode fazer com que todas as coisas contribuam para o bem daqueles que O amam. Sei que foi isso que aconteceu comigo. Consegui usar meu sofrimento e minha dor e transformá-los em uma mensagem de esperança.

Um lugar para mim e para você

Hoje, vários anos depois, eu me sinto bem. Sinto paz. Sinto o desejo de fazer tudo o que posso para mostrar a Deus minha gratidão pelo modo em que Ele salvou minha vida. Dar o melhor de mim para fazer o que Deus pede, por mais chato ou desconfortável que seja, deu-me a felicidade com a qual nunca sonhei.

Havia um lugar para mim na Igreja como uma dependente da heroína em recuperação, e há um lugar para você. Tenho certeza de que algumas pessoas se incomodavam com o cheiro de cigarro quando voltei a frequentar a Igreja, mas eu não estava lá por elas. Estava lá por Deus e por mim. Para ser honesta, eu me senti bem-vinda e acolhida.

Eu era uma mentirosa, ladra e viciada em drogas. Experimentei uma mudança completa em meu coração porque decidi ver se o sacrifício expiatório de Jesus Cristo tinha sido realmente por mim. Guardar os mandamentos e fazer o que o Senhor pede, especialmente se parecer difícil, leva à verdadeira alegria e prosperidade. Por mais sombria ou assustadora que seja a situação, não desista. Ainda há esperança. Há uma saída.

Se você ou alguém que conhece luta contra a dependência, saiba que há esperança e cura por meio do Salvador, Jesus Cristo. Acesse o site addictionrecovery.ChurchofJesusChrist.org para saber mais sobre os recursos disponíveis.


Ashly Stone
Comentários
0