Os Santos no Brasil São Pilares da Igreja, Diz o Élder Christofferson

Contribuição de Jason Swensen, redator do Church News

  • 20 Maio 2015

O Élder D. Todd Christofferson cumprimenta uma garotinha na conferência da Estaca São Paulo Brasil Norte.  Foto cortesia da Área Brasil.

Artigos em Destaque

  • O Brasil é um dos principais pilares da Igreja, com um potencial crescente.
  • Os membros no Brasil estão ansiosos para viver o evangelho e compartilhá-lo com as pessoas que estão ao seu redor.

“O Brasil é um dos principais pilares da Igreja — e tem um enorme potencial.” — Élder D.Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos

SÃO PAULO, BRASIL

A Igreja no Brasil reflete a cultura brasileira — é calorosa e cheia de cor, tradição e oportunidades.

Os fiéis santos dos últimos dias aqui, no maior país da América do Sul, amam o Senhor e sua família. Eles sentem alegria ao compartilhar o evangelho com seus vizinhos. E estão ansiosos para que seus parentes e vizinhos façam jus às bênçãos que advêm de levar uma vida religiosa e com esperança.

Hoje, é impossível falar do estabelecimento global da Igreja, sem falar do Brasil.

“O Brasil é um dos principais pilares da Igreja — e tem grande potencial”, disse o Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos.

O Élder Christofferson recentemente testemunhou sobre a Igreja no Brasil pessoalmente, ao dirigir uma revisão anual da Área Brasil. O Élder L. Whitney Clayton, da Presidência dos Setenta e o Bispo Gérald Caussé, primeiro conselheiro no Bispado Presidente, também participaram na revisão anual.

Enquanto estiveram no Brasil, de 24 de abril a 3 de maio, as autoridades visitantes presidiram diversas outras reuniões com os membros — inclusive conferências de liderança do sacerdócio; devocionais com missionários, jovens e casais; conferências de estaca; e noites familiares com os jovens adultos solteiros.

O Élder D. Todd Christofferson aperta amigavelmente a mão de um rapaz na conferência da Estaca São Paulo Brasil Norte. Foto cortesia da Área Brasil.

O Élder D. Todd Christofferson instrui um grupo de missionários em Cuiabá, Brasil. Foto cortesia da Área Brasil.

O Élder D. Todd Christofferson dá conselhos em uma conferência de liderança do sacerdócio em Cuiabá, Brasil. Élder L. Whitney Clayton e o Bispo Gérald Caussé ao púlpito, na extrema direita. Foto cortesia da Área Brasil.

Ao todo, eles proveram conselho e apoio a cerca de 20.000 santos dos últimos dias.

O Élder Christofferson também se reuniu com líderes religiosos, em uma mesquita em São Paulo, onde, falando em português, proferiu um discurso sobre liberdade religiosa.

Com mais de 1 milhão de membros, possuindo seis templos e mais dois anunciados, a Área Brasil surgiu nas últimas décadas, como uma força na Igreja. “Mas há muito mais espaço para crescer”, disse o Élder Christofferson.

As autoridades gerais visitantes colocaram uma ênfase importante em aumentar o número de missionários que servem no Brasil e melhorar a eficácia dos missionários que servem no país.

O Bispo Caussé disse ao Church News que um número recorde de brasileiros tem atendido ao chamado para servir missão de tempo integral nos últimos anos, incluindo um aumento na quantidade de missionárias.

O Élder Clayton também enfatizou a integração de membros que estão afastados da atividade regular na Igreja. “É o trabalho de resgate do qual o Presidente Monson fala com frequência”.

Os líderes do sacerdócio e da Sociedade de Socorro no Brasil provaram ser um bom recurso para encontrar as pessoas que se afastaram da atividade na Igreja. Os líderes são dedicados, devotados e sistemáticos em seus esforços.

Ajudar as pessoas e famílias a fazer jus às bênçãos do templo continua a ser o objetivo central da integração, acrescentou o bispo Caussé.

Praticar os princípios da autossuficiência foi outro tema fundamental nos ensinamentos das autoridades gerais.

“A Presidência da Área está trabalhando junto com os líderes locais em todo o país para assegurar que os membros tenham uma compreensão plena da lei do dízimo e da lei do jejum”, disse o Élder Clayton.

Ele acrescentou que os membros fiéis foram um catalisador para um aumento nas ofertas de jejum em toda a área.

O Bispo Caussé disse que vários “grupos de autossuficiência” patrocinados pela Igreja estão funcionando no país para ajudar as pessoas a encontrar emprego, desenvolver seus negócios e melhorar seus estudos.

“A espiritualidade e a vida temporal estão sempre relacionadas”, disse ele. “O objetivo da autossuficiência é não apenas falar, encontrar um emprego melhor — é edificar a fé e fortalecer nosso relacionamento com o Senhor”.

Ainda há muito trabalho a se fazer no Brasil, mas os membros aqui estão à altura da tarefa.

“É interessante ver a atual geração de liderança no Brasil”, disse o Élder Christofferson. “É muito forte, com muitos membros de segunda e terceira geração. Eles vêm para a mesa com maturidade e habilidades”.

O Élder Clayton ficou impressionado com a vitalidade da Igreja no Brasil. “Você pode sentir isso em todas as reuniões”, disse ele. “Os membros chegam cedo e participam em grandes números. Participam com alegria, quando solicitados e, obviamente, sentem a presença do Espírito. Eles estão famintos pelo evangelho e as bênçãos que ele traz. Famílias de várias gerações estão aumentando na Igreja em todo o país. Pode-se perceber que a Igreja está pronta para um crescimento e uma força ainda maiores no futuro”.

O Bispo Caussé deixou o Brasil com grande respeito pelos jovens da Igreja. “Eles são envolvidos, reverentes, positivos e muito ansiosos para aprender”, comentou ele. “Os jovens nos proporcionaram uma visão do que o Brasil vai se tornar”.

O Brasil é um grande país e a Igreja funciona em dezenas de estacas e muitas missões. Mas a força da Igreja aqui permanece ancorada aos lares de pessoas e famílias fiéis.

Em seus devocionais com os casais, o Élder Christofferson ensinou que a unidade familiar pode ser obtida quando as pessoas colocam Deus em primeiro lugar. “Quando [marido e mulher], cada um deles, se aproxima do seu Pai Celestial, eles se aproximam um do outro”.